30 de Junho de 2012 / às 20:54 / em 5 anos

Serena avança em Wimbledon, enquanto Rosol volta ao anonimato

Por Pritha Sarkar

LONDRES, 30 Jun (Reuters) - Serena Williams disparou 23 aces em Wimbledon, Yaroslava Shvedova marcou fácil o recorde de 24 pontos consecutivos e Lukas Rosol se dirigia de volta ao anonimato quando o All England Club inaugurou a era pós-Nadal neste sábado.

Dois dias depois de o checo Rosol virar o mundo do tênis de cabeça para baixo ao tirar Rafa Nadal de Wimbledon, a quatro vezes campeã Serena Williams correu o risco de sair pela mesma porta.

O saque da norte-americana estava pegando fogo e seu serviço nunca era quebrado, mas ela teve sorte de escapar ilesa ao subestimar o serviço de Zheng Jie.

Williams arqueou as costas e deixou escapar um rugido poderoso de alívio após um voleio de backhand em seu terceiro match point para completar uma vitória por 6x7 6x2 9x7 em pouco menos de duas horas e meia, em uma quadra bastante quente.

Foi nessa mesma arena que Rosol tinha se dado bem na quinta-feira com seus forehands ferozes e aces atômicos destruindo as esperanças de título de Nadal.

Mas 48 horas depois, Rosol esperava não ter sido sortudo uma única vez ao voltar para o esquecimento depois de uma surra por 6x2 6x3 7x6 nas mãos do alemão Philipp Kohlschreiber.

Enquanto Rosol agora terá bastante tempo para responder às 150 mensagens de texto bizarras que recebeu poucos minutos após derrotar Nadal, Kohlschreiber estava agradecendo sua sorte por não ter de enfrentar o espanhol número dois do mundo.

“Estou muito feliz que eu não estou jogando contra Rafael Nadal, com certeza. Se eu tivesse ido para o jogo contra o Nadal, teria havido uns 90 por cento de chance de eu perder. Hoje foi mais 50/50”, disse ele.

Shvedova, do Cazaquistão, espera conseguir sua segunda quarta-de-final em Grand Slam consecutiva quando enfrentar Williams na segunda-feira, mas é improvável que ela repita a facilidade que teve no sexto dia do torneio.

Juntando-se a Serena, campeã de vários Grand Slams, na segunda semana estavam a detentora do título Petra Kvitova, a campeã do Aberto da Austrália Victoria Azarenka e as ex-campeãs do Aberto da França Ana Ivanovic e Francesca Schiavone.

Kvitova derrotou a norte-americana Varvara Lepchenko por 6x1 6x0, Azarenka passou fácil pela eslovaca Jana Cepelova com 6x3 6x3 e Schiavone bateu a checa Klara Zakopalova por 6x0 e 6x4.

As chances de Andy Roddick ganhar a elusiva coroa de Wimbledon diminuíram ainda mais quando ele foi amplamente derrotado por 2x6 7x6 6x4 6x3 por David Ferrer.

Em contraste, o compatriota norte-americano Brian Baker tem fornecido o lado bom masculino desta semana.

Ele mostrou que nunca é tarde demais para retornar à carreira ao conquistar seu espaço nas oitavas com 6x4 4x6 6x1 6x3 sobre Benoit Paire.

A carreira de Baker no tênis parecia ter acabado em 2005, mas depois de passar por cinco cirurgias reconstrutivas de cotovelo, ele lentamente, mas certamente, vem fazendo o seu caminho de volta para o Grand Slam.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below