Hegemônica, Espanha mira agora a Copa de 2014 no Brasil

segunda-feira, 2 de julho de 2012 15:31 BRT
 

Por Iain Rogers

KIEV, 2 Jul (Reuters) - A vitoriosa Espanha continua celebrando seu segundo título europeu consecutivo nesta segunda-feira, mas já pensa nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, onde também buscará o bicampeonato.

A "fúria" goleou a Itália por 4 x 0 no domingo, em Kiev, tornando-se a primeira seleção europeia a conquistar dois títulos continentais consecutivos. Em 2010, o time venceu também a Copa do Mundo da África do Sul.

O caminho para a Copa no Brasil começa em setembro, numa partida fora de casa contra a Geórgia, pelo Grupo I das eliminatórias europeias. Independentemente disso, os espanhóis já têm lugar assegurado em um torneio internacional a ser disputado no Brasil: a Copa das Confederações, em 2013.

Em entrevista coletiva após o título da Eurocopa, o técnico Vicente del Bosque prestou homenagem ao seu antecessor, Luis Aragonés, que montou o time campeão europeu de 2008.

"Seguimos o caminho estabelecido por Aragonés, e agora temos novos objetivos: França, Belarus, Geórgia e Finlândia nas eliminatórias da Copa, e então a Copa das Confederações. Queremos fazer uma boa exibição lá."

Del Bosque, de 61 anos, é apenas o segundo técnico a vencer a Copa do Mundo e a Eurocopa -- Helmut Schoen obteve a proeza com a Alemanha Ocidental na década de 1970.

Um dos principais nomes no consagrado esquema espanhol é Xavi, e o meia do Barcelona mostrou seu valor na final contra a Itália, dando os passes para dois gols, depois de atuações apagadas em jogos anteriores.

O jogador, que terá 34 anos na Copa de 2014, afirmou que estaria disponível, caso esteja em boas condições físicas. "Estou me sentindo bem por estar aqui", afirmou a jornalistas. "Vou conversar com o treinador, mas basicamente, sim, vamos ver."

Qualquer equipe que deseja desafiar a hegemonia espanhola terá de descobrir como furar sua sólida defesa, e ao mesmo tempo resistir aos seus impetuosos ataques.

A Espanha segue invicta nos seus dez últimos jogos eliminatórios pela Eurocopa e a Copa do Mundo, e o goleiro Iker Casillas não é vazado há inéditos 990 minutos.

 
Capitão da seleção espanhola, Iker Casillas, leva o troféu da Euro 2012 para o rei da Espanha, Juan Carlos, um dia após a vitória por 4 x 0 sobre a Itália na final disputada na Ucrânia. 02/07/2012 REUTERS/Dominique Faget/Pool