Zagueiro Breno é condenado por incêndio na Alemanha

quarta-feira, 4 de julho de 2012 17:19 BRT
 

MUNIQUE, 4 Jul (Reuters) - O zagueiro brasileiro Breno foi sentenciado nesta quarta-feira a três anos e nove meses de prisão por ter incendiado sua própria casa em Munique, na Alemanha, em setembro do ano passado.

Breno, ex-jogador do Bayern local, aguardava o julgamento em liberdade e a juíza Rosi Datzmann ordenou que ele seja imediatamente colocado sob custódia.

O incêndio aconteceu numa época em que Breno estava afastado do time por lesão. Sua família estava fora do imóvel, que ficou completamente destruído.

A promotoria, que pediu cinco anos de pena, disse que Breno estava embriagado na hora do incêndio e que usou vários isqueiros para atear fogo a vários objetos da casa, além, possivelmente, de algo que acelerasse a propagação das chamas.

Já o advogado dele, Werner Leitner, disse que há dúvidas sobre a natureza intencional do incêndio. "Ele não tem nada além da sua família e do futebol. Deem uma chance ao Breno", pediu ele.

A imprensa alemã informou que Breno deve passar dois anos e meio preso na Alemanha antes de ser deportado.

Em nota, o Bayern de Munique lamentou a condenação do seu ex-atleta, que chegou ao clube há quatro anos, aos 18 anos, mas não conseguiu se firmar como titular.

"Nossa esperança era de que Breno pudesse continuar sua carreira de futebolista e sua vida junto com sua família", disse nota do clube.

 
O zagueiro do Bayern de Munique Breno (esquerda) aguarda próximo a um policial num tribunal de Munique, na Alemanha. 13/06/2012 REUTERS/Michaela Rehle