Brasil de 1970 era melhor que a Espanha atual, diz Pelé

quarta-feira, 4 de julho de 2012 17:31 BRT
 

Por Andrew Downie

SÃO PAULO, 4 Jul (Reuters) - A seleção brasileira que foi campeã do mundo em 1970 tinha mais talentos individuais do que o imbatível time atual da Espanha, disse na quarta-feira o ex-jogador Pelé.

Questionado sobre quem venceria um hipotético duelo entre os dois times, Pelé abriu um grande sorriso e disse: "Se eu estivesse jogando, nós ganharíamos, sem dúvida".

"Já que estão comparando os times com a década de 1970, é porque o time da década de 1970 é melhor", acrescentou. "(A seleção brasileira de) 1970 é o padrão pelo qual os outros são avaliados."

A Espanha se tornou no domingo a única seleção a ter conquistado dois títulos continentais consecutivos com o título de uma Copa do Mundo entre ambos. Sua hegemonia nos últimos anos e seu estilo com ênfase na posse de bola têm motivado comparações com a seleção brasileira tricampeã do mundo, considerada a maior de todos os tempos.

Aquele time -que além de Pelé tinha nomes como Rivellino, Gérson, Tostão e Jairzinho- ganhou a Copa de 1970 no México goleando a Itália por 4 x 1 na final. Por coincidência, os italianos foram adversários da Espanha na final da Eurocopa, e também levaram quatro gols -só que não marcaram nenhum.

Pelé, hoje com 71 anos, disse que a diferença daquela seleção brasileira e para a atual "Fúria" é o número de craques em cada time. Na comparação entre cada jogador, disse ele, o Brasil era superior.

"Essas comparações sempre estarão aí, mas não dá para compará-los individualmente", afirmou. "Individualmente, o time de 1970 tinha muitos jogadores melhores do que a Espanha, que têm dois ou três excelentes jogadores."

Mas ele também reservou elogios aos espanhóis, e disse que assisti-los é um raro prazer. "Sem dúvida, esse time da Espanha joga o futebol que eu mais gostei de ver nas últimas duas gerações."