Murray sofre para vencer Ferrer; Federer brilha

quarta-feira, 4 de julho de 2012 19:32 BRT
 

Por Martyn Herman

LONDRES, 4 Jul (Reuters) - Com paciência extrema, Andy Murray venceu o espanhol David Ferrer (6-7, 7-6, 6-4, 7-6) e passou à semifinal de Wimbledon, enquanto Roger Federer e Novak Djokovic atropelaram seus adversários e vão se enfrentar pela primeira vez na grama.

Com muita dificuldade, Murray continua com chances de se tornar o primeiro britânico na final do torneio de simples de Wimbledon desde 1938 -e com a vantagem de não ter de enfrentar Rafael Nadal, eliminado precocemente. Seu adversário será o grandalhão Jo-Wilfried Tsonga, que derrotou o alemão Philipp Kohlschreiber (7-6, 4-6, 7-6, 6-2).

Antes da impressionante virada de Murray sobre Ferrer, o suíço Federer deu um show de tênis contra Mikhail Youzhny, diante de uma plateia que incluía o príncipe William, sua esposa, Kate, e personalidades como Andre Agassi e Rod Laver.

Até o sol apareceu para abrilhantar a vitória de Federer (6-1, 6-2, 6-2), que continua invicto em seus 14 confrontos contra o russo.

"Perguntei a Andre (Agassi) o que eu deveria fazer", disse Youzhny, que deve ter ficado com vontade de escrever a palavra "socorro" no gramado de Wimbledon - no mês passado, ele rabiscou um "desculpe" no saibro de Roland Garros depois de derrotar Ferrrer.

Djokovic levou alguns sustos contra Florian Mayer, o segundo alemão nas quartas de final, e voltou a se aclimatar à quadra ao ar livre, depois de fazer suas três partidas anteriores na Quadra Central, que é coberta.

Ele sofreu uma prematura quebra de serviço, mas acabou encontrando seu ritmo e fechou a vitória com 6-4, 6-1 e 6-4.

Federer, que vai retomar o número 1 do ranking caso vença Djokovic e se equipare aos sete títulos de Pete Sampras, nunca enfrentou o sérvio na grama.

"Estou feliz por avançar mais do que nos últimos dois anos", disse o suíço, dono de 16 títulos de Grand Slam, que caiu nas quartas de final em 2010 e 2011. "Estou feliz e me sentindo bem outra vez. Isso me dá confiança pra o grande jogo contra Novak."

Djokovic, que perdeu apenas um set neste torneio, disse que Federer será um adversário assustador. "Roger está no topo do tênis masculino há muito tempo. Foi aí que ele ganhou seis títulos. Ele definitivamente quer provar a si mesmo e a todos os demais que pode ganhar mais uma vez", afirmou ele após a vitória na Quadra 1.