ENTREVISTA-Bruno Senna espera estreia chuvosa no GP da Inglaterra

quinta-feira, 5 de julho de 2012 17:22 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES, 5 Jul (Reuters) - Bruno Senna vai celebrar uma série de novidades em Silverstone neste domingo, mas provavelmente não a que ele quer mais do que qualquer outra.

O brasileiro, sobrinho do tricampeão falecido Ayrton Senna, vai começar um Grande Prêmio da Inglaterra pela primeira vez e também será o primeiro Senna a dirigir uma Williams na corrida na casa da equipe.

Ayrton, vencedor em Silverstone em 1988 com a McLaren, morreu em uma Williams em 1994, na sua terceira corrida pela equipe.

A novidade que Bruno realmente quer é na tabela de resultados e isso parecia um sonho impossível no início da temporada. O sucesso do colega de equipe, o venezuelano Pastor Maldonado no Grande Prêmio da Espanha, em maio, mudou tudo.

"Claro que há algo que eu realmente quero, que é ganhar uma corrida", disse ele à Reuters, um dos patrocinadores da equipe, na sua sede de Londres na quarta-feira.

"Mas temos que ser pacientes. É a segunda temporada de Pastor e ele teve todo o ano passado para aprender, para cometer erros e se desenvolver. E ele está muito bem integrado com a equipe e seu engenheiro."

Bruno entrou na Fórmula Um em 2010 com a equipe espanhola HRT, mas teve de ficar de fora do GP da Inglaterra daquele ano para dar espaço para o japonês Sakon Yamamoto. Em 2011, ele era reserva na Renault e só teve a chance de correr a partir do Grande Prêmio da Bélgica no final de agosto, quando o alemão Nick Heidfeld foi descartado.

Ele teve algumas boas corridas nesta temporada com a Williams, incluindo um sexto lugar em uma Malásia chuvosa em março, e um sétimo lugar na China. Ele marcou pontos em quatro de suas oito corridas este ano. Maldonado, de qualquer forma, o supera na pontuação, com 29 contra 16.   Continuação...

 
O piloto de Fórmula Um da Williams Bruno Senna espera no exterior da garagem de sua equipe no Circuito de Catalunya em Montmelo, próximo a Barcelona, Espanha. 11/05/2012 REUTERS/Felix Ordonez