Israel liberta da prisão jogador da seleção palestina

terça-feira, 10 de julho de 2012 13:11 BRT
 

Por Nidal al-Mughrabi

GAZA, 10 Jul (Reuters) - Israel libertou um membro da seleção de futebol nacional palestina nesta terça-feira depois de mantê-lo na prisão sem julgamento durante três anos, e de ele fazer uma greve de fome intermitente de quatro meses em protesto, disseram autoridades palestinas.

Mahmoud al-Sarsak, 25 anos, que Israel alega ter sido ativo no grupo militante Jihad Islâmica, foi recebido como herói em seu retorno para casa em Gaza.

A lenda do futebol Eric Cantona e outras figuras internacionais haviam assinado uma carta chamando a atenção para a situação de Sarsak. Joseph Blatter, presidente da Fifa, também escreveu às autoridades israelenses de futebol pedindo ajuda.

Homens armados da Jihad Islâmica dispararam para o ar e outros atletas se juntaram em volta, entregando uma bola de futebol em sua mão, enquanto Sarsak era internado no hospital em Gaza.

"Agradeço a Deus e a todos os atletas do mundo", disse Sarsak.

Israel havia detido Sarsak em 2009, quando ele saiu de Gaza para jogar futebol na Cisjordânia ocupada. Israel disse que ele pertencia à Jihad Islâmica, um grupo envolvido em ataques contra o país, mas ele negou a acusação.