PERFIL-Aymar é a grande esperança argentina por ouro no hóquei

quarta-feira, 11 de julho de 2012 11:47 BRT
 

Por Rex Gowar

LONDRES, 11 Jul (Reuters) - Luciana Aymar já recebeu a maior homenagem da Argentina para a Olimpíada de Londres, ao ser nomeada porta-bandeira da delegação de seu país na cerimônia de abertura.

A jogadora também foi sacramentada como o equivalente de Diego Maradona no hóquei sobre grama, mas há outro prêmio que estimula Aymar mais que tudo -- a perspectiva de conquistar uma inédita medalha de ouro olímpica.

Aymar conseguiu quase tudo em sua modalidade, mas nunca levou um ouro olímpico, e o tempo está acabando para a esportista de 34 anos, que planeja se aposentar após os Jogos de Londres.

"Quero a medalha de ouro, é a única que me falta", disse Aymar, que comemorará seu 35o aniversário no mesmo dia da final feminina da Olimpíada.

"A equipe é muito ambiciosa, vamos lutar pelo ouro. Estamos trabalhando para isso, mesmo sabendo que não será fácil".

Individualmente, Aymar já atingiu o auge do sucesso no hóquei. Ela é a única mulher que se sagrou melhor jogadora do mundo sete vezes, o que lhe conferiu o apelido de "A Maga".

Como Maradona, ela circula pelo meio-campo buscando jogadas de ataque, e suas companheiras na seleção argentina, conhecidas como "Las Leonas", se beneficiaram muito disso.

Com Aymar em campo, a Argentina conquistou duas Copas do Mundo e foi ao pódio nas três últimas Olimpíadas -- prata em Sydney-2000 e bronze em Atenas-2004 e Pequim-2008. Agora, só falta o ouro para completar a trinca.   Continuação...