Arábia Saudita cogita autorizar participação de mulheres em Londres

quarta-feira, 11 de julho de 2012 15:36 BRT
 

Por Asma Alsharif

JEDDAH, Arábia Saudita, 11 Jul (Reuters) - A Arábia Saudita enviará atletas mulheres aos Jogos de Londres 2012 se elas forem convidadas pelo Comitê Olímpico Internacional, disse à Reuters uma autoridade saudita nesta quarta-feira, sugerindo que o governo saudita está se movimentando para resolver a delicada questão.

"A Arábia Saudita permitirá que as atletas mulheres participem se elas receberem um convite do Comitê Olímpico Internacional ou de comitês olímpicos de outros países", afirmou à Reuters a autoridade, que pediu para não ser identificada devido à importância da questão.

"Há um comitê conjunto do COI e do Comitê Olímpico Saudita para debater se as atletas mulheres receberão um convite e para quais esportes. Por enquanto, não foi emitido nenhum convite."

A participação de mulheres nos esportes é um assunto polêmico na Arábia Saudita há muito tempo. Naquele país, os clérigos poderosos criticam as mulheres por fazer exercícios, dizendo que isso vai contra a natureza delas.

Na Arábia Saudita, as mulheres são consideradas menores de idade e precisam de permissão de seu guardião --pai, irmão ou marido-- para deixar o país e, em alguns casos, até para trabalhar.

A apenas algumas semanas da abertura das Olimpíadas de Londres, em 27 de julho, grupos de direitos humanos criticaram a Arábia Saudita por nunca ter enviado uma atleta do sexo feminino aos Jogos.

Em um relatório divulgado nesta quarta-feira, a Human Rights Watch, com sede em Nova York, pediu que o COI barre a participação da Arábia Saudita nos Jogos deste ano. O relatório cita uma história relatada no jornal diário al-Sharq al-Awsat, que diz que nenhuma mulher saudita participará dos Jogos.

A embaixada saudita em Londres anunciou no mês passado que "supervisionaria a participação de atletas mulheres que se qualifiquem para os Jogos", mas que nenhuma mulher saudita obteve colocações por meio de competições.

A autoridade saudita disse nesta quarta-feira, entretanto, que havia outras maneiras de obter lugares nas Olimpíadas: as atletas poderiam receber convites e eles poderiam ser estendidos a comitês olímpicos. Esses canais ainda são uma opção para as atletas sauditas, acrescentou.

A participação das mulheres estaria sujeita à aprovação de seus guardiões e elas precisam seguir o código de vestimenta da lei islâmica, afirmou a autoridade.