Grã-Bretanha sofre constrangimento com segurança antes de Jogos

quinta-feira, 12 de julho de 2012 16:15 BRT
 

Por Neil Maidment

LONDRES, 12 Jul (Reuters) - A Grã-Bretanha poderá ser forçada a mobilizar milhares de soldados adicionais em Londres durante as Olimpíadas depois que um erro na segurança causou constrangimento ao governo a apenas duas semanas dos Jogos.

Com os olhos do mundo voltados para Londres, o governo foi forçado a responder a questões sobre o assunto no Parlamento nesta quinta-feira, enquanto tinha dificuldades para conter as filas gigantescas nos aeroportos e as obras nas estradas, que ameaçam ferir sua reputação.

Cerca de 23.700 seguranças deverão proteger estádios e ginásios como parte da maior operação de segurança em tempos de paz da Grã-Bretanha. Cerca de 13.500 mil militares já foram escalados para colaborar.

Na quarta-feira, porém, a Grã-Bretanha colocou outros 3.500 soldados de plantão depois que a maior empresa de segurança do mundo, a G4S, afirmou que talvez não consiga fornecer os 10.400 guardas prometidos como parte de um acordo de 284 milhões de libras (441,93 milhões de dólares).

"Deixe-me reiterar que não é uma questão de a segurança das Olimpíadas ser comprometida", disse a ministra do Interior britânica, Theresa May, ao Parlamento.

A convocação de 3.500 soldados adicionais elevaria o número nos Jogos para 17.000, bem mais que os 9.500 atualmente mobilizados no Afeganistão.

A mobilização de soldados representa um ato de difícil equilíbrio para o governo, que tenta garantir a segurança nos Jogos sem prejudicar o clima local.

A revelação segue-se a meses de preocupação. Teme-se que autoridades, atletas e fãs terão de passar horas nas filas no Aeroporto de Heathrow, o principal de Londres, onde os controles de fronteira têm tido dificuldades em lidar com as multidões.

Milhares de atletas e autoridades devem chegar à capital neste fim de semana, antes da abertura da Vila Olímpica na segunda-feira.

A Grã-Bretanha já gastou cerca de 9 bilhões de libras com os Jogos e boa parte da atenção inicial recairá sobre como a cidade lidará com o grande influxo de visitantes, quatro anos depois de os Jogos de Pequim ficarem conhecidos pelo aeroporto novo e pela infraestrutura reluzente.