Feito na China, uniforme olímpico dos EUA gera polêmica política

sexta-feira, 13 de julho de 2012 18:41 BRT
 

NOVA YORK, 13 Jul (Reuters) - Os elegantes uniformes da marca Ralph Lauren que serão usados pelos atletas olímpicos dos EUA estão provocando uma polêmica política por terem sido fabricados na China.

Políticos vieram a público dizer que, num momento de desemprego em torno de 8 por cento nos EUA, as peças de roupa nas cores azul, vermelha e branca, incluindo uma boina, não deveriam ter sido encomendadas a uma fábrica da China.

"Não é só uma etiqueta, é uma solução econômica", disse o deputado democrata Steve Israel em nota na quinta-feira. "Hoje há 600 mil empregos industriais vagos neste país, e o Comitê Olímpico está terceirizando a fabricação de uniformes para a China? Isso não é só ultrajante, é simplesmente burro. É uma autoderrota."

O republicano John Boehner, presidente da Câmara, adotou o mesmo tom. "A gente acha que eles iriam pensar melhor", disse Boehner a jornalistas.

Apesar das críticas, o Comitê Olímpico dos EUA defendeu sua decisão de encomendar os uniformes à grife Ralph Lauren, que não se manifestou.

(Reportagem de Patricia Reaney)