Corte arbitral anula suspenção vitalícia de Bin Hammam na Fifa

quinta-feira, 19 de julho de 2012 10:54 BRT
 

19 Jul (Reuters) - A Corte Arbitral do Esporte (CAS) anulou nesta quinta-feira a cassação vitalícia que havia sido imposta ao dirigente Mohamed bin Hammam, ex-candidato à presidência da Fifa acusado de corrupção.

Em nota, a corte disse que acatou o recurso de Bin Hammam devido a "evidências insuficientes" no processo contra o ex-presidente da Confederação Asiática de Futebol (CAF), mas que essa decisão não implica uma "conclusão afirmativa de inocência".

Bin Hammam, ex-membro do comitê executivo da Fifa, retirou sua candidatura dias antes da eleição do ano passado para a presidência da entidade, após denúncias de que ele teria tentando comprar votos de delegados caribenhos oferecendo-lhes envelopes marrons com 40 mil dólares em cada.

Posteriormente, a Fifa o suspendeu pelo resto da vida de qualquer atividade ligada ao futebol.

(Reportagem de Brian Homewood)

 
Mohamed Bin Hammam, do Catar, chega à sede da Fifa em limusine, em Zurique, em maio de 2011. A Corte Arbitral do Esporte (CAS) anulou a cassação vitalícia que havia sido imposta ao dirigente Mohamed bin Hammam, ex-candidato à presidência da Fifa acusado de corrupção. 29/05/2011 REUTERS/Arnd Wiegmann