Escolhido para acender caldeirão olímpico ainda é mistério

sábado, 21 de julho de 2012 15:17 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O acendimento do caldeirão olímpico na cerimônia de abertura da semana que vem será um momento de impacto, a decisão sobre quem o fará já está tomada, disse Andy Hunt, chefe da Associação Olímpica Britânica (BOA na sigla em inglês), neste sábado.

A identidade do atleta, e mesmo onde estará o caldeirão, são um segredo bem guardado - e nem sempre foi um só indivíduo -, e os critérios para decidir quem terá a honra são tema de um debate público contínuo.

Hunt, chefe de missão da Team GB e um dos envolvidos na tomada de decisão com os organizadores LOCOG, se recusou a divulgar quaisquer detalhes que possam levar à identificação de qualquer pessoa.

'É uma decisão conjunta, e as discussões aconteceram durante um bom tempo', disse ele aos repórteres após uma reunião. 'Veremos o desfecho em questão de poucos dias'.

'O comitê de cerimônias, que é composto por Danny Boyle (diretor de 'Quem quer ser um milionário?') e a equipe de cerimônias, fará uma recomendação, e já fez algumas, que podemos apoiar ou não', acrescentou.

Hunt disse que o debate está 'em andamento', mas há uma 'solução mutuamente aceita' e está certo de que o resultado causará orgulho a todos.

'Tudo que posso dizer é que acho que será um momento 'uau' e que unirá essas duas dimensões', comentou Hunt quando indagado se a decisão buscaria honrar uma conquista esportiva ou causar grande impacto.

Daley Thompson e Steve Redgrave são dois dos principais candidatos à honraria da próxima sexta-feira.

Redgrave conquistou ouros no remo em cinco Olimpíadas consecutivas entre 1984 e 2000 e é o favorito dos apostadores, enquanto Thompson obteve dois ouros no decatlo e é amigo próximo de Sebastian Coe, chefe dos Jogos de Londres de 2012 e ex-campeão olímpico dos 1,500 metros.

David Beckham, ex-campeão da seleção inglesa de futebol, chegou a ser cogitado, mas foi descartado da delegação olímpica inglesa e disse que a honra merecer ir para um atleta olímpico que tenha conquistado medalhas de ouro.