Taxista se atira de ponte em Londres em protesto contra exclusão

segunda-feira, 23 de julho de 2012 16:41 BRT
 

Por Sophie Kirby

LONDRES (Reuters) - Um homem saltou da ponte de Tower Bridge, ao lado da Torre de Londres, para o Rio Tâmisa nesta segunda-feira durante uma manifestação de taxistas contra sua exclusão de parte de um itinerário especial pelas ruas da capital para a Olimpíada.

A polícia retirou o homem da água sob a famosa ponte, da qual pendem aros olímpicos para comemorar os Jogos de Londres 2012, e o prendeu por atentar contra a ordem pública.

A Autoridade do Porto de Londres disse que o homem, que acredita-se ser um taxista, teve sorte de sobreviver após mergulhar de cabeça de uma altura de cerca de oito metros.

"Foi uma loucura fazer isso. Ele poderia facilmente ter se matado", afirmou o porta-voz. "Salvá-lo exigiu uma série de recursos e colocou outros em risco."

O homem, cujo nome não foi revelado, participava de um protesto de taxistas londrinos contra uma decisão de mantê-los fora de uma rede de ruas reservada para atletas olímpicos, autoridades e jornalistas.

Em um raro dia de calor no verão da capital, centenas de táxis pretos se arrastaram pela ponte buzinando perto do escritório do prefeito Boris Johnson. Os motoristas estão temerosos de ficar presos em congestionamentos e perder dinheiro durante a Olimpíada.

Os 25 mil taxistas de Londres querem acesso a todas as seções da rede temporária - no momento só têm permissão de circular em dois terços da rota de 160 km.

O Grupo de Taxistas Unidos, que organizou a manifestação na ponte, disse que não "consente ou recomenda saltar no Tâmisa".

"Ele escalou a ponte e atirou suas chaves contra a polícia antes de saltar", declarou o grupo em seu Twitter.

Mick Bailey, presidente do sindicato de taxistas de Londres RMT que estava na ponte apoiando o protesto, disse: "Ainda há 25 mil táxis que não podem fazer seu trabalho corretamente por causa de todas as restrições e o fracasso de nos permitir usar a Rota Olímpica".