25 de Julho de 2012 / às 14:25 / 5 anos atrás

"Corredores olímpicos" em Londres confundem motoristas

Motorista de táxi dirige em faixas de tráfego especiais para as Olimpíadas em Westminster, Londres. Os motoristas de Londres estão lutando para se adaptar aos corredores viários exclusivos para atletas olímpicos e dignitários em seu primeiro dia de operação nesta quarta-feira. 20/07/2012Neil Hall

Por Avril Ormsby

LONDRES, 25 Jul (Reuters) - Os motoristas de Londres estão lutando para se adaptar aos corredores viários exclusivos para atletas olímpicos e dignitários em seu primeiro dia de operação nesta quarta-feira.

Os condutores ainda estão tentando entender quando e onde podem usar os cerca de 48km de corredores, concebidos para agilizar a passagem de esportistas, autoridades, VIPs, patrocinadores e mídia rumo aos locais de competição.

Um motorista disse ter passado a maior parte de seu trajeto preso em um engarrafamento enquanto via a faixa exclusiva vazia.

"Eles fecharam a faixa olímpica, mas ninguém (da comunidade olímpica) a estava usando", disse o engenheiro Ross Keeling depois de ir do leste ao centro da cidade.

"Meu trajeto normalmente leva 40 minutos, mas levou duas horas com a mudança. Foi uma droga."

Apelidadas de corredores 'Zil', em referência às estradas exclusivas para as limusines de líderes do Partido Comunista na ex-União Soviética, as faixas especiais passaram a ser usadas depois que os atletas ficaram presos em congestionamentos na Olimpíada de Atlanta, em 1996.

A novidade é rejeitada por muitos londrinos que já enfrentam ruas estreitas e repletas de trânsito.

Alex Grebnev, de 32 anos, trabalha em um banco no centro de Londres e disse ter se deparado com a difícil escolha entre dirigir em uma faixa olímpica ou uma de ônibus -em ambas a multa é pesada.

"Foi um pouco confuso não saber em qual dirigir", disse ele. "Por sorte eram duas da manhã na ocasião".

Os "corredores olímpicos" são parte de uma Rede Olímpica de aproximadamente 174 km em que é proibido estacionar, descarregar e fazer algumas conversões à direita.

Alguns motoristas de vans de entrega se prepaparam e descobriram quais ruas podem usar para estacionar.

Um deles, Perry Fletcher, mostrou o interior de sua van, virtualmente vazio apesar de estar no meio da manhã.

Algumas empresas também estocaram suprimentos para evitar problemas em potencial, e os temores com o trânsito foram suavizados com a decretação de feriado escolar.

Certos táxis trocaram a Bíblia da profissão, o onipresente Londres A a Z, pelo novo guia olímpico para se situarem.

"Você tem que ficar de olho aberto para as marcações nas ruas", disse o taxista Allan Williams, de 68 anos. "O problema é que são brancas. Eu disse que iria me dar dois dias a partir desta sexta-feira (abertura dos Jogos) para ver como fica. Se eu ficar preso, vou desistir. Ninguém quer ficar sentado em um táxi que não sai do lugar'.

O Comitê Organizador da Olimpíada de Londres disse que o tráfego está andando e que os atletas têm chegado aos locais de treinamento.

"Até esta manhã (de quarta-feira) está indo bem", disse um porta-voz aos repórteres. "Os corredores estão funcionando direito."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below