27 de Julho de 2012 / às 14:47 / 5 anos atrás

Combate ao doping está funcionando, diz presidente do COI

Por Karolos Grohmann

LONDRES, 27 Jul (Reuters) - O combate ao doping na véspera da Olimpíada de Londres tem sido bem-sucedido, já que nos últimos meses os testes flagraram mais de 100 atletas usando drogas que melhoram o desempenho, disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, nesta sexta-feira.

Horas antes da cerimônia de abertura dos Jogos 2012, Rogge afirmou que os esforços do COI para ter uma Olimpíada limpa estão dando frutos.

Na quarta-feira, nove competidores do atletismo foram punidos com longos afastamentos pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf, na sigla em inglês), por violações relacionadas com doping.

Separadamente, também foi confirmado que a marroquina Mariem Alaoui Selsouli, forte candidata ao ouro nos 1.500m, e o saltador e campeão grego Dimitris Chondrokoukis testaram positivo nesta semana antes de chegar a Londres.

“Este é um bom sinal na luta contra o doping”, disse Rogge aos repórteres. “É prova de que o sistema está funcionando.”

Os nove atletas, incluindo o marroquino e destacado maratonista Abderrahim Goumri, foram todos pegos pela Iaaf por meio do programa Passaporte Biológico do Atleta, que acompanha dados de sangue dos competidores ao longo do tempo para flagrar quaisquer anormalidades.

Rogge disse que, embora nem todos os esportes possam se beneficiar imediatamente do sistema devido à sua natureza, ele gostaria que o programa fosse ampliado.

“É fato que não há passaporte de sangue em todos os esportes. Também é verdade, entretanto, que a amostra do sangue é uma ferramenta poderosa que deve ser ampliada e alcançar mais países”, declarou ele, que advoga a tolerância zero com usuários de doping.

“Estou feliz com que o amostra de sangue tenha levado a testes positivos. Tem poder dissuasivo.”

Cerca de 6.250 amostras serão analisadas durante os Jogos, mais que em qualquer outra Olimpíada, e a entidade Anti-Doping da Grã-Bretanha também recebeu ordens de fazer testes nos campos de treinamento antes das competições.

Houve 20 casos confirmados de doping em Pequim quatro anos atrás, incluindo seis cavalos, uma redução em relação aos 26 de Atenas em 2004.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below