Jogos de Londres começam com homenagem à nova geração

sexta-feira, 27 de julho de 2012 22:53 BRT
 

Por John Mehaffey

LONDRES, 27 Jul (Reuters) - A rainha Elizabeth 2a declarou aberta a Olimpíada de Londres, após interpretar a si mesma em uma vertiginosa encenação que salientou a grandiosidade e excentricidade da nação que inventou o esporte moderno.

Vozes infantis trazidas dos quatro cantos do Reino Unido deram a largada a um exuberante desfile de prados, fábricas e magia digital, perante uma plateia de 60 mil pessoas no Estádio Olímpico, e provavelmente 1 bilhão de espectadores televisivos no mundo todo.

Muitos engasgaram ao verem Elizabeth, de 86 anos, sendo 60 deles como rainha, deixar de lado sua tradicional discrição e aparecer num vídeo em que entrava num helicóptero na companhia do detetive James Bond, encarnado por Daniel Craig, para ser resgatada do Palácio de Buckingham.

Em seguida, dublês no papel da rainha e de Bond mergulham de paraquedas rumo ao estádio, e instantes depois ela própria apareceu.

"Em certo sentido, os Jogos Olímpicos estão vindo para casa nesta noite", disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge. "Este grande país, apaixonado por esportes, é amplamente reconhecido como o berço do esporte moderno."

A cerimônia foi aberta pelo ciclista Bradley Wiggins, recente vencedor da Volta da França e candidato a um ouro olímpico no ciclismo de estrada, que tocou o maior sino musical do mundo.

Num momento ao mesmo tempo simples e dramático, o estádio silenciou quando cinco gigantescos círculos metálicos incandescentes, simbolicamente forjados nas siderúrgicas britânicas, foram erguidos por balões e formaram o símbolo olímpico, que subiu até a estratosfera.

E, no clímax dessa noite que teve as crianças como protagonistas, sob o tema "Inspire uma Geração", sete atletas adolescentes tiveram a honra de acender a pira olímpica que arderá durante todos os dias dos Jogos.   Continuação...

 
Fogos de artifício são disparados no Estádio Olímpico durante a cerimônia de abertura dos Jogos de Londres, na Grã-Bretanha, nesta sexta-feira. 27/07/2012 REUTERS/Marko Djurica