Empolgação passa e Brasil fica sem medalha no 2o dia em Londres

domingo, 29 de julho de 2012 15:23 BRT
 

LONDRES, 29 Jul (Reuters) - O início brasileiro surpreendente na Olimpíada de Londres com três medalhas no primeiro dia, incluindo o ouro da judoca Sarah Menezes, ficou longe de se repetir e o Brasil ficou distante do pódio neste domingo.

No judô, o esporte que passou a ser o maior medalhista olímpico do Brasil na história com 17 pódios após o ouro de Sarah e o bronze de Felipe Kitadai no sábado --vela e vôlei (quadra e praia juntos) têm 16 medalhas--, os dois competidores brasileiros em ação no dia foram eliminados logo no início da competição.

No Parque Aquático, a maior decepção ficou por conta da equipe do revezamento 4x100m livre, que não conseguiu se classificar para a final.

Cesar Cielo, que foi poupado das eliminatórias e esperava fazer sua estreia olímpica na final ainda neste domingo, poderia levar o país ao pódio, mas agora terá de esperar até terça-feira, nas eliminatórias dos 100m livre, para disputar sua primeira prova nos Jogos.

A veterana Fabiola Molina e o estreante Daniel Orzechowski, que no máximo esperavam alcançar uma final olímpica nos 100m costas, foram eliminados.

Ainda assim, os nadadores brasileiros esperam buscar motivação nas medalhas conquistadas pelo Brasil no primeiro dia, especialmente a prata de Thiago Pereira nos 400m medley, para a continuação dos Jogos.

"Não só o Thiago mas todas as medalhas. O primeiro dia do Brasil com o ouro da Sarah, uma medalha de cada cor, foi uma motivação excepcional", disse Bruno Fratus, que competiu no revezamento 4x100m e ainda vai nadar os 50m livre, sua especialidade.

A judoca Erica Miranda, que teve a companhia da nova campeã olímpica Sarah Menezes em seu aquecimento para a disputa da categoria meio-leve, não conseguiu passar da primeira luta, perdeu por estrangulamento para a sul-coreana Kim Kyung-Ok.

Erica estava entre as esperanças de pódio da modalidade, que tem uma meta de conquistar quatro medalhas em Londres, após ter se tornado a primeira brasileira campeã de uma etapa do Grand Slam de judô, no ano passado, no Rio de Janeiro.   Continuação...

 
Judoca sul-coreana Kim Kyung-Ok luta com brasileira Erica Miranda (de branco) durante luta eliminatória da categoria meio-leve feminina. 29/07/2012 REUTERS/Toru Hanai