Velocista são-cristovense é eliminada por admitir uso de droga

domingo, 29 de julho de 2012 15:01 BRT
 

LONDRES, 29 Jul (Reuters) - A velocista Tameka Williams foi eliminada da Olimpíada após admitir o uso de droga proibida, declarou sua equipe de São Cristóvão e Nevis neste domingo.

A atleta, que estava escalada para correr os 100m e os 200m, deixou a Vila Olímpica neste domingo e voltou para casa, disse o Comitê Olímpico do país (Sknoc) em um comunicado.

"Em discussão com a comissão técnica da equipe, a senhorita Williams prestou a informação de que tem usado uma substância que o Sknoc considera fora do código médico internacionalmente aceito", afirmou.

O Sknoc não forneceu detalhes sobre a substância que Williams admitiu usar e disse que uma investigação está em andamento.

Williams pode enfrentar uma suspensão de dois anos, mas também obter uma sentença mais curta ou até ficar sem punição depois de oferecer a informação voluntariamente.

Ela é o terceiro caso de doping nos Jogos depois que um levantador de peso albanês e uma ginasta uzbeque testaram positivo para substâncias proibidas.

Williams, de 22 anos e quarta colocada nos 200m nos Jogos Pan-Americanos de 2011, participaria de sua primeira Olimpíada.

(Por Gene Cherry)