Transporte público de Londres acomoda movimento olímpico

segunda-feira, 30 de julho de 2012 11:09 BRT
 

Por William James e Alessandra Prentice

LONDRES, 30 Jul (Reuters) - Embora muito criticado, o sistema de transporte público britânico lidou bem com a hora do rush incomumente tranquila do primeiro dia útil da Olimpíada nesta segunda-feira, merecendo uma medalha de ouro antecipada por conduzir um milhão de espectadores tranquilamente pela via pública mais movimentada da Europa.

Os usuários disseram que ônibus e trens funcionaram surpreendentemente bem, com poucos tropeços, contrariando previsões sombrias de um colapso nos transportes em uma cidade outrora notória por seus trens lentos, ônibus atrasados e anúncios de atrasos incoerentes.

Os administradores do transporte londrino esperam 3 milhões de viagens a mais que as 12 milhões de todos os dias durante os Jogos, um teste olímpico para a rede subterrânea de trens que opera desde 1863.

"Notei o quão fácil tem sido viajar. Com o influxo de um milhão de pessoas para os Jogos, fiquei me perguntando onde estão", disse Paul Richardson, fotógrafo de 37 anos, à Reuters na ponte London Bridge, que as autoridades pediram aos usuários que evitem.

Dizendo que as viagens tranquilas e sem atrasos parecem boas demais para ser verdade, alguns usuários afirmaram que vão esperar as horas de pico da Olimpíada, sobretudo o do final da tarde, para julgar se o sistema de transporte merece uma medalha.

O sistema de transporte público caótico da capital tem sido alvo de desprezo de londrinos e de empregadores que se queixam de que a confusão de ônibus sujos e trens atrasados fere a reputação de Londres como uma das melhores cidades do mundo.

Mas em entrevista a correspondentes da Reuters por toda a capital, os usuários disseram que o horário de pico da manhã transcorreu incomumente bem: trens vazios e viagens de ônibus serenas substituíram o amontoado de gente de todos os dias.

"Os trens estavam todos excelentes hoje, não tivemos problemas", disse Hugo Brown em Cambridge, que foi à Olimpíada apoiar o britânico Paul Drinkhall no tênis de mesa.

"Está melhor do que o esperado, saímos com tempo extra e na verdade chegamos mais cedo", acrescentou.