COI deve adotar novo sistema de ingressos, diz associação

terça-feira, 31 de julho de 2012 12:10 BRT
 

Por Toby Davis

LONDRES (Reuters) - O Comitê Olímpico Internacional (COI) deve assumir o controle dos ingressos olímpicos e criar uma nova plataforma para futuros Jogos para evitar o constrangimento de assentos vazios, disse nesta terça-feira Colin Moynihan, presidente da Associação Olímpica Britânica (BOA, na sigla em inglês).

Segundo ele, a associação abordará o assunto com o COI na reunião pós-Jogos, no Rio de Janeiro. Imagens de cadeiras vazias em vários locais de competição enfureceram os torcedores britânicos que não conseguiram comprar ingressos para eventos supostamente esgotados.

Vagas nos assim chamados "assentos credenciados", reservados para autoridade olímpicas, seus amigos e parentes, foram preenchidas por soldados e estudantes, convocados para locais como Wimbledon e o Centro Aquático.

A visão de fileiras de cadeiras vazias é especialmente constrangedora para os organizadores dos Jogos, que prometeram evitar a situação vista em Pequim quatro anos atrás, quando o país foi forçado e levar espectadores de ônibus para ocupar os espaços vagos.

"Esta é uma oportunidade para o COI implantar um sistema de ingressos que possa ser melhorado a cada Olimpíada", afirmou Moynihan aos repórteres.

"É tão importante para o público da cidade-sede que isso saia direito que o COI deveria encará-lo e fazer o investimento inicial na plataforma que possa lidar com a série de complexidades associadas à organização de 26 campeonatos ao mesmo tempo", disse.

"Não acho que o COI deveria assumir 100 por cento do controle do sistema, mas deveria criar a plataforma que a cidade-sede precisa para melhorar e adaptar, e depois trabalhar com o COI para torná-la apropriada para diferentes configurações dos Jogos."

Uma porta-voz do comitê organizador de Londres disse que o comparecimento em locais do Parque Olímpico tem sido de mais de 90 por cento por dia, e a ocupação em geral em torno de 86 por cento.

Outros 3.800 ingressos "recuperados" da família olímpica foram postos à venda na noite passada para 30 eventos de 15 modalidades, e tinham sido totalmente vendidos na manhã desta terça, disse a porta-voz.