Grã-Bretanha vibra com ouro de Wiggins no ciclismo

quarta-feira, 1 de agosto de 2012 16:59 BRT
 

Por Mark Meadows

LONDRES, 1 Ago (Reuters) - A rede BBC concede um prêmio ao esportista mais prestigiado do ano na Grã-Bretanha, e embora ainda seja apenas 1o de agosto Bradley Wiggins, campeão da Volta da França e da Olimpíada de Londres na prova contra o relógio, pode apostar sua casa na vitória.

O fato de seu compatriota Mark Cavendish ter levado o prêmio depois de vencer o campeonato mundial e a Volta no ano passado mostra o quão importante o ciclismo, sempre visto como esporte menor, se tornou na Grã-Bretanha em um curto espaço de tempo.

"Para ser sincero, eu disse o ano inteiro que esse era meu plano. Acho que respondi todas as perguntas nas últimas seis semanas", disse Wiggins nesta quarta-feira, depois de bater um recorde britânico ao conquistar sua sétima medalha olímpica.

Seu triunfo na prova contra o relógio veio pouco mais de uma semana após ele se tornar o primeiro britânico a vencer a Volta da França, maior competição da categoria, e ajudou a curar a dor da Grã-Bretanha por ver o favorito Cavendish sair sem medalha da prova de rua de sábado.

O início lento nos Jogos de Londres em termos de medalhas será quase totalmente esquecido na nação-sede agora que Wiggins se mostrou à altura da expectativa de forma devastadora, deixando a concorrência para trás como fez na França.

Wiggins recebeu a honra de tocar o sino olímpico na cerimônia de abertura de sexta-feira, enquanto seu ex-colega de equipe Chris Hoy carregou a bandeira britânica no estádio.

Os atletas britânicos de esportes tidos como mais populares que o ciclismo viram o convite com inveja, mas mais homenagens à enorme ética de trabalho de Wiggins se seguirão, com o prêmio da BBC e possivelmente um título de cavaleiro.

"Bradley merece algum reconhecimento agora", disse aos repórteres Dave Brailsford, chefe da equipe de Wiggins na Volta e nos Jogos.   Continuação...