Thiago fica outra vez no quase nos 200m medley, mas prata consola

quinta-feira, 2 de agosto de 2012 17:38 BRT
 

Por Pedro Fonseca

LONDRES, 2 Ago (Reuters) - Pela terceira Olimpíada seguida, Thiago Pereira foi batido pelos mesmos três adversários e por pouco ficou fora do pódio nos 200 metros medley nos Jogos de Londres, nesta quinta-feira. Dessa vez, a decepção deu lugar ao sentimento de dever cumprido diante da medalha de prata conquistada nos 400m medley.

Numa disputa dominada por Michael Phelps, que conquistou o tricampeonato olímpico da prova, o brasileiro entrou nos 50 metros finais em 2o mas acabou batendo atrás de Ryan Lochte e Laszlo Cseh, os mesmos que também o venceram em Atenas-2004 e Pequim-2008.

A vitória fez de Phelps o primeiro nadador a conquistar a mesma prova em três Olimpíadas seguidas, enquanto seu compatriota norte-americano Lochte também esteve nos três pódios e o húngaro Cseh deu prosseguimento à prata em Pequim-2008 com o bronze dessa vez.

Thiago Pereira, que na final dos 400m medley, no sábado, conseguiu bater Phelps e ficou atrás apenas de Lochte para conquistar sua primeira medalha olímpica, repetiu nos 200m o 4o lugar dos Jogos passados. Em Atenas-2004, ele tinha ficado em 5o.

"Meu grande sonho foi realizado aqui e não tem nem o que reclamar, eu fiz o melhor que podia ter feito", disse Thiago, demonstrando satisfação com o seu resultado obtido nos Jogos da capital britânica.

"Estou satisfeito com o 4o lugar. Sei que são três grandes adversários, nunca é fácil estar disputando contra eles, mas o importante é que eu fiz o melhor que eu podia ter feito", acrescentou Thiago, cujo tempo de 1min56s74 é o seu melhor desde que foram proibidos os trajes tecnológicos na natação.

Assim como já tinha acontecido nos últimos Jogos, e em outras competições internacionais em que o brasileiro também foi batido pelos mesmos adversários, fez falta para Thiago manter o ritmo na parte final da prova, o estilo livre.

Ele se manteve em 2o lugar, atrás apenas de Phelps, pela maior parte da disputa, mas acabou sendo ultrapassado por Lochte e por Cseh no momento decisivo. "Foi por pouco mas valeu o esforço. Queimei talvez um pouco além do que eu podia no início da prova e acabei sofrendo isso no final", disse.

Phelps venceu com o tempo de 1min54s27, enquanto Lochte nadou em 1min54s90 e Cseh, que ficou fora da final dos 400m medley, completou em 1min56s22.

Sem o pódio de Thiago, o Brasil agora aposta todas as suas fichas na final dos 50m livre para voltar ao pódio na natação. O campeão olímpico de Pequim-2008 Cesar Cielo e Bruno Fratus se classificaram entre os quatro primeiros para a final, que será disputada na sexta-feira.