Desacostumado a perder, vôlei feminino conhece nova realidade

sexta-feira, 3 de agosto de 2012 14:11 BRT
 

Por Pedro Fonseca

LONDRES, 3 Ago (Reuters) - A seleção feminina de vôlei do Brasil, acostumada a um ambiente de mais vitórias do que derrotas, encara agora uma nova situação para não ser eliminada na primeira fase da Olimpíada de Londres, conta minuciosamente os pontos e se mantém atenta ao resultado de outros times.

O Brasil, atual campeão olímpico e que esteve no pódio nos últimos quatro Jogos Olímpicos, precisa torcer contra a Turquia para ter esperanças de avançar para as quartas de final, após sofrer duas derrotas e vencer dois jogos por 3 sets a 2.

A nova regra do vôlei, utilizada pela primeira vez nos Jogos Olímpicos em Londres, dá 2 pontos ao vencedor e 1 ao perdedor quando o jogo é decidido no tiebreak. Dessa forma, as vitórias brasileira valeram menos que a de adversárias, e o Brasil precisa "secar" as turcas para, ainda assim, avançar com a quarta e última vaga do Grupo B.

"É horrivel, é horrível", lamentou o técnico José Roberto Guimarães após a vitória por 3 a 2 sobre a China, nesta sexta-feira, que levou o Brasil a 4 pontos em 4 jogos. "Em termos de Olimpíada é inédito, mas é a realidade. Me entristece", afirmou.

"Infelizmente, a gente tem que tocer para outros times. A gente nunca pensou que ia ter essa situação, mas até agora o time do Brasil não mereceu, pelo que jogou nas três primeiras partidas, a classificação. A verdade é essa", acrescentou o treinador, que além do título com as mulheres em Pequim-2008 também foi campeão olímpico com o time masculino em Barcelona-1992.

Como abriu o dia de jogos na Earls Court nesta sexta, o Brasil vai precisar esperar a conclusão das outras partidas para saber sua real situação. O principal jogo a ser acompanhado é Coreia do Sul x Turquia, em que uma vitória sul-coreana é o melhor que pode acontecer para as brasileiras.

Se perderem por pelo menos doi sets, as turcas permanecem empatadas em 4 pontos com o Brasil e terão na última rodada, no domingo, um jogo duro contra as atuais campeões olímpicas dos EUA, enquanto o Brasil pegará a Sérvia, que ainda não venceu.

Uma vitória turca, no entanto, deixará a situação brasileira complicada, com até três pontos atrás das concorrentes na classificação.   Continuação...

 
Brasileiras comemoram após derrotar a China durante partida de vôlei do Grupo B, em Earls Court, nos Jogos Olímpicos de Londres. 03/08/2012 REUTERS/Ivan Alvarado