Ciclista Baranova volta para casa após antidoping positivo

sexta-feira, 3 de agosto de 2012 16:30 BRT
 

LONDRES, 3 Ago (Reuters) - A ciclista russa Victoria Baranova foi flagrada em um teste de testosterona pré-Olimpíada e expulsa por sua federação, informou o Sindicato Internacional de Ciclismo (UCI na sigla em inglês) nesta sexta-feira.

"É o resultado de um teste conduzido pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) antes dos Jogos. Ela admitiu usar uma substância proibida e foi mandada de volta para casa dois ou três dias atrás", disse o porta-voz do UCI, Enrico Carpani, à Reuters.

Baranova deveria participar do keirin, modalidade de ciclismo em que um grupo de atletas segue um líder, na Olimpíada.

"Temos trabalhando de perto com o COI e estamos muito felizes com esta colaboração, que fortalece nossa luta contra o doping", acrescentou Carpani.

Baranova, de 22 anos, foi campeã mundial juvenil, é a número 2 do mundo no keirin, e era candidata a uma medalha em Londres.

(Por Julien Pretot e Kevin Liffey)