3 de Agosto de 2012 / às 22:43 / em 5 anos

Em Londres, Cielo não repetiu a autoconfiança que o levou ao topo

O nadador Cesar Cielo chora após receber a medalha de bronze durante a cerimônia de premiação da prova de 50 metros livre, nos Jogos de Londres, nesta sexta-feira. 03/08/2012Tim Wimborne

Por Pedro Fonseca

LONDRES, 3 Ago (Reuters) - A arrancada para o ouro de Cesar Cielo nos Jogos de Pequim-2008 começou com uma promessa emocionada, feita ainda ao lado da piscina após conquistar o bronze nos 100m livre, garantindo que ganharia os 50 metros daquela Olimpíada. Em Londres-2012, ao contrário, o brasileiro em nenhum momento prometeu ganhar.

Então estreante em Jogos Olímpicos, com 21 anos, Cielo cresceu durante aquela competição e deixou ser tomado pela emoção após conseguir seu primeiro pódio. O bronze serviu como um impulso, que acabou o levando a se tornar o primeiro brasileiro campeão olímpico de natação.

Em Londres, onde chegou com o retrospecto de campeão e recordista mundial e olímpico da prova, o brasileiro, agora com 25 anos, em nenhum momento repetiu o discurso de autoconfiança, acreditando que os resultados conquistados nos últimos anos falavam por si.

Cielo não perdia uma disputa importante dos 50m livre desde que conquistou o título olímpico, e chegou aos Jogos da capital britânica tendo o melhor tempo do mundo em 2012.

"Na verdade eu fui espontâneo lá (em Pequim) e tenho feito aqui o que eu acho que faz bem para mim. Eu não estava querendo cantar vitória antes não", disse Cielo, com os olhos marejados após receber sua medalha de bronze.

"Na verdade eu nunca me senti muito bem (em falar sobre vencer), acho que estava explícito que eu queria ganhar, o tempo inteiro eu estava buscando esse bi olímpico e achei que falar ia ser muito forçado, ia ser uma coisa de arrogância ou prepotência."

A postura mais contida do nadador pode ter sido uma consequência dos problemas que enfrentou desde o início dos Jogos, culminando com a derrota para o francês Florent Manaudou e o norte-americano Cullen Jones na final dos 50m.

Cielo esperava estrear no Centro Aquático de Londres na final do revezamento 4x100m livre, mas o Brasil não se classificou nas eliminatórias e o nadador teve uma chance a menos de se testar na piscina olímpica.

Depois ele ficou apenas em 6o na final dos 100m --a prova em que tinha conquistado o bronze que o levou a fazer aquela promessa em Pequim-- e reclamou no dia seguinte, nas eliminatórias dos 50m, que não tinha conseguido descansar o suficiente após uma noite mal dormida. Ele também disse que sentiu o cansaço após terminar em 3o na final dos 50m.

Em nenhum momento Cielo foi o mais rápido na piscina de Londres, apesar de ter se classificado nas semifinais empatado com o melhor tempo com Jones, e se despediu dos Jogos com uma medalha de bronze, sem conseguir igualar seu melhor tempo, o que o deixou com os sentimentos divididos ao subir no pódio olímpico.

"Eu estava esperando um resultado melhor, mas o pódio olímpico é muito especial. Pouca gente consegue chegar lá e foi a terceira vez que eu chego. Era uma mistura de sensações ali no pódio", disse o nadador, o principal nome do esporte olímpico brasileiro na atualidade e que contou com o maior número de torcedores do país no Centro Aquático de Londres entre todos os dias das provas de natação nas Olimpíadas.

Preparado para enfrentar um novo ciclo olímpico até os Jogos de 2016 --talvez para nadar apenas os 50m após ter reclamado do cansaço por ter sido o único finalista da prova que também disputou a final dos 100m em Londres-- Cielo também não quis fazer qualquer promessa sobre resultados para as Olimpíadas do Rio.

Disse que os resultados dos próximos anos é que vão dizer se ele estará ou não entre os favoritos.

"Lógico que quero muito brigar pela medalha de ouro em 2016, mas vai ser no decorrer dos anos", afirmou.

"A vontade é imensa, mas eu quero conquistar essa frase, essa afirmação, de dizer que posso conquistar a medalha de ouro no Brasil porque ainda estou entre os melhores do mundo."

"Não adianta falar agora e depois ter resultados ruins. Quero falar com os resultados a partir do ano que vem", completou ele.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below