Doping volta aos holofotes na Olimpíada

sábado, 4 de agosto de 2012 16:12 BRT
 

Por Karolos Grohmann

LONDRES, 4 Ago (Reuters) - O doping voltou aos holofotes nas Olimpíadas de Londres com ao menos mais dois casos confirmados e uma série de infratores de alto nível voltando ao principal evento.

No dia em que o atletismo, principal esporte dos Jogos, tomou o palco central com grandes nomes começando sua busca pelo ouro, o corredor colombiano dos 400 metros Diego Palomeque Echevarria tornou-se o último atleta a ser suspenso após um primeiro teste positivo para testosterona.

Com a prova marcada para a manhã de sábado, ele foi temporariamente suspenso, enquanto aguarda um teste para a amostra B, informou o Comitê Olímpico Internacional (COI) no sábado.

Ele juntou-se à ciclista russa Victoria Baranova, que foi mandada para casa após ser pega em um teste para testosterona, aumentando a conta de atletas suspensos pelo COI para quatro desde o início do período olímpico em 16 de julho.

Vários outros atletas, incluindo a remadora brasileira Kissya Cataldo da Costa que foi excluída no sábado após ser pega com EPO em um teste, já foram mandados para casa por suas próprias federações.

"Eu não acho que isto muda onde estamos, afinal", disse o porta-voz do COI Mark Adams a repórteres, quando perguntado se os últimos testes positivos mostraram um maior uso de substâncias proibidas do que o esperado.

"Trapaceiros estão sendo pegos e expulsos," ele disse. "Nesta fase, é um número muito baixo."

Ironicamente, foi também o dia em que ex-infratores renomados, como Justin Gatlin, Dwain Chambers e LaShawn Merritt, fizeram seu retorno aos Jogos diante de uma entusiasmada multidão de 80 mil espectadores.   Continuação...