Brasil passa em 1o do grupo em busca de semi inédita no handebol

domingo, 5 de agosto de 2012 17:41 BRT
 

LONDRES, 5 Ago (Reuters) - A seleção feminina de handebol do Brasil avançou em primeiro lugar do Grupo A para as quartas de final dos Jogos de Londres, com uma vitória apertada por 29 x 26 sobre Angola neste domingo, e vai enfrentar agora a Noruega, numa partida que pode dar ao país seu melhor resultado na história.

Após derrotarem o time africano no primeiro jogo do dia, as brasileiras precisavam torcer para a Rússia não vencer Montenegro, e foi o que aconteceu. O jogo terminou empatado em 25 x 25, deixando as russas em 3o e Monenegro em 4o.

A Croácia, que derrotou a anfitriã Grã-Bretanha por 37 x 14, passou em 2o lugar, empatada em 8 pontos com o Brasil mas em desvantagem nos critérios de desempate.

O Brasil, que chegou à Olimpíada com a expectativa de melhorar o 5o lugar obtido no Mundial realizado em casa no ano passado e conquistar uma primeira medalha olímpica na modalidade, encerrou sua participação na primeira fase com 4 vitórias em 5 jogos, perdendo apenas para as russas.

Contra Angola, que foi eliminada, as brasileiras não conseguiram deslanchar no marcador e foram até derrotadas no segundo tempo (17 x 15), mas conseguiram conquistar a vitória graças à vantagem de 5 gols (14 x 9) do primeiro tempo.

Alexandra, Silvia e Fabiana, com cinco gols cada, foram as artilheiras do Brasil na partida.

"Não era para cairmos de produção daquele jeito, esse é um jogo para vencermos por 10 gols. Mas fiquei feliz em ver como as meninas, na hora em que a coisa apertou, tiveram maturidade para controlar o jogo", disse o treinador do Brasil, o dinamarquês Morten Soubak.

Com o 1o lugar da chave, o Brasil tem a vantagem de enfrentar nas quartas de final, na terça-feira, o 4o colocado do outro grupo --a Noruega- e só enfrentaria a forte seleção da França, líder do Grupo B, numa eventual final olímpica.

"O nível da competição está muito alto e todos os adversários serão complicados. Há diferenças entre escolas e estilos, mas o importante é que o grupo vem ganhando confiança com os resultados positivos", acrescentou o treinador.

O handebol, um dos esportes mais praticados nas escolas do país, nunca conseguiu se consolidar como modalidade de elite no Brasil e fica bem atrás do vôlei e do basquete no retrospecto olímpico. O melhor resultado é um 7o lugar das mulheres em Atenas-2004. Os homens não se classificaram para os Jogos de Londres.

(Reportagem de Pedro Fonseca)

 
A brasileira Alexandra Nascimento marca um gol contra a goleira angolana Cristina Direito numa partida de handebol nos Jogos Olímpicos de 2012 em Londres, no Reino Unido. 5/08/2012 REUTERS/Marko Djurica