Grandes plateias mostram prestígio do futebol na Olimpíada

domingo, 5 de agosto de 2012 14:07 BRT
 

LONDRES, 5 Ago (Reuters) - O debate sobre o lugar do futebol na Olimpíada é intenso há anos, mas o fato de que até agora 1,7 milhão de torcedores assistiram ao torneio de 2012 indica que o futuro do esporte nos Jogos está garantido.

O torneio olímpico vive à sombra da Copa do Mundo, e críticos dizem que a restrição de idade entre os homens e a presença de jogadores milionários não casam bem com os ideais olímpicos.

Entretanto, de acordo com cifras divulgadas pela Fifa após as quartas de final masculinas de sábado, 1.230.818 de pessoas viram as 28 partidas, com duas semifinais, a decisão do terceiro lugar e a final ainda por vir.

A média de público de 43.958 pessoas é mais alta que a de Pequim, quatro anos atrás, e pouco abaixo da média de 44.488, estabelecida em Los Angeles em 1984, quando os registros modernos foram iniciados.

Com a expectativa de um grande comparecimento ao Estádio Millennium, do Cardiff, ao Old Trafford do Manchester United e ao Wembley de Londres na semana que vem, essa média deve aumentar - engordando os cofres dos organizadores dos Jogos de Londres.

Até o momento, o torneio feminino atraiu a cifra de 480.206 torcedores, faltando duas partidas em Wembley e uma em Old Trafford e Coventry.

A partida entre Brasil e Grã-Bretanha, na terça-feira, teve um público de 70.584 pessoas - a maior plateia de uma disputa feminina na Grã-Bretanha.

Joseph Blatter, presidente da Fifa e ele mesmo um membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), está encantado com a reação do público britânico, dado o relacionamento um tanto tenso do futebol com a Olimpíada.

'Tem sido fantástico, o público tem sido bom, os estádios são maravilhosos. É um privilégio estar aqui', disse ele à Reuters na semana passada.   Continuação...