6 de Agosto de 2012 / às 13:37 / 5 anos atrás

Zanetti ganha ouro, 1a medalha da ginástica do Brasil em Olimpíadas

Arthur Nabarrete Zanetti comemora medalha de ouro nas argolas na Arena North Greenwich durante os Jogos Olímpicos de Londres. O brasileiro superou o chinês campeão olímpico e tetracampeão mundial Yibing Chen, que terminou com a medalha de prata. O italiano Malteo Morandi ficou com o bronze. 06/08/2012 REUTERS/Mike Blake

Por Pedro Fonseca

LONDRES, 6 Ago (Reuters) - O ginasta Arthur Zanetti superou o chinês tetracampeão mundial e campeão em Pequim-2008 Chen Yibing e conquistou a medalha de ouro das argolas nos Jogos de Londres, nesta segunda-feira. Foi a primeira medalha da ginástica do Brasil em Jogos Olímpicos.

O brasileiro, de 22 anos, recebeu nota 15.900 por sua apresentação, a última entre os oito finalistas na North Greenwich Arena, e conseguiu uma revanche sobre o chinês, que havia o derrotado no Mundial do Japão, no ano passado.

Chen terminou com a medalha de prata, com nota 15.800, enquanto o italiano Malteo Morandi ficou com o bronze com a nota 15.733.

“Eu queria muito ganhar essa medalha, não só para mim, mas também para a ginástica”, disse o atleta após a vitória. “Eu espero que a ginástica mude (com a medalha)”, acrescentou Zanetti, que se esforçou para conter as lágrimas durante a cerimônia de premiação, ao beijar a medalha.

Zanetti, que teve a mesma nota de partida que o chinês e levou o ouro por ter sido superior na execução dos movimentos, utilizou uma estratégia nas eliminatórias de apresentar uma série mais fraca para não ficar em 1o lugar, que ficou com o chinês.

Estava definido que o 1o classificado abriria a final olímpica e o brasileiro queria poder fazer sua apresentação sabendo o que os adversários tinham apresentado, exatamente como aconteceu.

“Eu vi que ele tinha feito uma nota muito boa como sempre faz mas sabia que fazendo a minha série muito bem também eu podia conquistar essa medalha”, disse Zanetti, que foi o atleta mais aplaudido pelo público em sua apresentação nas argolas. Logo ao terminar sua performance, ele vibrou, mostrando-se satisfeito com seu desempenho.

Chen também tinha comemorado ao encerrar sua série e ao receber a nota dos jurados, inclusive fazendo um número 1 com o dedo indicador, após uma apresentação que aparentemente lhe garantiria o bicampeonato olímpico.

Nenhum dos seis ginastas da sequência na final das argolas conseguiu superá-lo na classificação, até que Zanetti realizou quase com perfeição a série que treina diariamente desde março para conquistar o 2o ouro do Brasil na Olimpíada -- a judoca Sarah Menezes conquistou o primeiro, na semana passada.

“Fiquei surpreso, achei que a minha apresentação seria suficiente para o ouro”, reconheceu Chen a repórteres, após sua última participação olímpica. Ele foi campeão por equipes com a China em Londres.

O ouro de Zanetti é a 8a medalha do Brasil nos Jogos Olímpicos de Londres. Os atletas brasileiros também ganharam uma prata e cinco medalhas de bronze.

Nome menos badalado da ginástica brasileira, se comparado com os irmãos Daniele e Diego Hypólito e com Daiane dos Santos, Zanetti chega ao lugar mais alto do pódio em sua primeira participação em Olimpíadas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below