Alison e Emanuel salvam match point para avançar à semifinal

segunda-feira, 6 de agosto de 2012 18:56 BRT
 

Por Pedro Fonseca

LONDRES, 6 Ago (Reuters) - A dupla brasileira Alison e Emanuel, atual campeã mundial e cabeça de chave número 1 do vôlei de praia nos Jogos Olímpicos de Londres, precisou salvar um match point que a tiraria da disputa de medalhas para vencer os poloneses Prudel e Fijak por 2 sets a 1, nesta segunda-feira, em seu jogo mais difícil até agora na Olimpíada.

Já os outros brasileiros da disputa, Pedro Cunha e Ricardo, foram derrotados pelos alemães Brink e Reckerman por 21-15 e 21-19 e deram adeus à competição, tirando a chance de o Brasil ter suas duas duplas na final olímpica, em uma modalidade que é considerada como "medalha certa" na meta de 15 pódios estabelecida pelo Comitê Olímpico Brasileiro para os Jogos de Londres.

Emanuel, campeão olímpico em Atenas-2004 e que disputou as cinco Olimpíadas em que o vôlei de praia esteve presente desde Atlanta-1996, teve dificuldades no ataque no tiebreak e viu os poloneses chegarem a 14-13 após errar três ataques seguidos.

Ele acertou a cortada no ataque decisivo e, na sequência, Alison que passou a vantagem para o lado brasileiro. Em seu segundo match point, o Brasil fechou em 17-15 e garantiu vaga na semifinal e, no mínimo, uma disputa pela medalha de bronze.

"Eu extravazei porque sei que aqui são 15 mil torcedores e no Brasil são 190 milhões", disse Alison, que vibrou bastante com a recuperação e foi comemorar com a torcida brasileira, em maioria na arena, após a vitória por 21-17, 16-21 e 17-15.

Emanuel, de 39 anos, é um ícone tão importante do vôlei de praia que há uma estátua dele na entrada da arena olímpica de vôlei de praia montada no centro de Londres. Uma derrota nas quartas de final seria uma decepção para a dupla que conquistou o último campeonato mundial e lidera o circuito este ano.

"Esperava um jogo difícil, mas eles surpreenderam, porque mesmo a gente ganhando o primeiro set eles continuaram jogando tranquilos e conscientes. Parecia que eles estavam jogando na Polônia, não parecia que era numa arena de 15 mil pessoas na Olimpíada. Confesso que foi muito difícil. Não fossem umas três bolas do Alison no tiebreak talvez a gente não estivesse conversando sobre a semifinal hoje", disse Emanuel, que além do ouro em 2004 foi medalha de bronze em Pequim-2008.

Alison e Emanuel vão enfrentar na semifinal a dupla da Letônia Plavins e Smedins, que bateu os norte-americanos Gibb e Rosenthal.

(Reportagem de Pedro Fonseca; Edição de Tatiana Ramil)

 
O brasileiro devolve a bola ao lado de seu parceiro Alison durante as quadras de final de vôlei de praia contra os poloneses Mariusz Prudel e Grzegorz Fijalek durante as Olimpíadas de 2012 em Londres, no Reino Unido. 6/08/2012 REUTERS/Marcelo del Pozo