8 de Agosto de 2012 / às 21:08 / 5 anos atrás

Brasil é eliminado pela Argentina no basquete

Tiago Splitter lamenta derrota do Brasil para a Argentina no basquete nos Jogos de Londres.Sergio Perez

Por Pedro Fonseca

LONDRES, 8 Ago (Reuters) - A primeira vez do Brasil no basquete masculino em uma Olimpíada após 16 anos de ausência chegou ao fim com uma derrota por 82 a 77 para a arquirrival Argentina pelas quartas de final dos Jogos de Londres, nesta quarta-feira, que encerrou a expectativa do país de voltar a conquistar uma medalha olímpica no esporte, o que não acontece desde 1964.

Comandado pelo técnico argentino Rubén Magnano, que levou a seleção da Argentina ao ouro olímpico nos Jogos de Atenas-2004, o Brasil tinha expectativa de repetir em Londres a vitória que obteve sobre os rivais no pré-olímpico das Américas, realizado em solo argentino em 2011.

No entanto, apesar de terem vencido o primeiro quarto por 26 a 23, com uma atuação impressionante do armador Marcelinho Huertas (13 pontos no quarto, com 3 cestas de 3 pontos), os brasileiros não conseguiram ser consistentes ao longo da partida.

O time, que chegou a estar perdendo por 15 pontos, ainda conseguiu encostar no placar nos minutos finais e ficou a dois pontos de empatar (70 a 68), mas erros ofensivos, especialmente de Alex e Leandrinho, impediram a equipe de buscar o empate e permitiram que a Argentina ampliasse a diferença de novo.

"Faltou um pouco de tudo no jogo mais importante da competição. A gente sabia que podia acontecer de perder, mas se tivessem acertado alguns dos arremessos que erramos teria sido um jogo bem diferente", disse o pivô Anderson Varejão após a partida.

Os argentinos assumiram a liderança a partir do 2o quarto, levando o jogo para o intervalo com 46 a 40 de vantagem, e a diferença passou para a casa dos dígitos duplos no período seguinte, quando os brasileiros cometeram erros seguidos de ataque.

Uma cesta de Juan Gutiérrez após um tiro de 3 pontos errado de Marcelinho Machado levou a diferença para 61 a 47, e o jogo parecia estar decidido a favor dos argentinos.

Liderado por Leandrinho, que fez 20 de seus 22 pontos nos dois últimos períodos do jogo, o Brasil encostou, mas não conseguiu virar o marcador. Huertas, também com 22 pontos, foi o outro cestinha da partida.

Pesou contra o Brasil o aproveitamento de 50 por cento nos lances livres, 12 convertidos de 24, enquanto do outro lado os argentinos acertaram 68 por cento (19 de 28). Em todas as outras estatísticas os dois times ficaram muito equilibrados.

"Queríamos ganhar mais do que todo mundo. Ninguém pode dizer que não demos o nosso máximo, a gente treinou muito duro para essa Olimpíada, mas a Argentina conseguiu marcar muitos pontos, especialmente Delfino e Escola", disse Tiago Splitter após a partida.

Com a vitória, a Argentina vai disputar as semifinais de uma Olimpíada pela terceira vez seguida. Além do ouro em Atenas, eles conquistaram o bronze em Pequim-2008.

"Tem sido recorrente enfrentar o Brasil em jogos decisivos de torneios importantes. Nós esperávamos um jogo duro, foi uma surpresa termos conseguido 15 pontos de vantagem no 3o quarto mas sabíamos que eles iam se recuperar. Conseguimos lutar até o final para vencer e vamos disputar mais uma medalha", disse Luis Scola, o maior pontuador da Argentina no jogo, com 17 pontos.

Manu Ginóbili e Carlos Delfino contribuiram com mais 10 pontos cada um.

Para o Brasil, o resultado em Londres repete o mesmo desempenho que o time teve em sua participação olímpica anterior, quando também perdeu nas quartas de final -- daquela vez para os Estados Unidos, nos Jogos de Atlanta-1996.

O Brasil, que venceu a Argentina durante o pré-olímpico do ano passado mas perdeu a final daquele torneio para os rivais num jogo em que ambos já tinham vaga assegurada em Londres, também foi derrotado pela Argentina no Mundial de 2010.

A última medalha do Brasil no basquete masculino em Olimpíadas foi um bronze conquistado nos Jogos de 1964. O Brasil também foi terceiro em 1960, em Roma.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below