Alison e Emanuel perdem e levam medalha de prata no vôlei de praia

quinta-feira, 9 de agosto de 2012 20:30 BRT
 

Por Pedro Fonseca

LONDRES, 9 Ago (Reuters) - Os brasileiros Alison e Emanuel, campeões mundiais e que chegaram aos Jogos de Londres como favoritos ao ouro por terem vencido todos os principais torneios dos últimos anos, perderam para os alemães Brink e Reckermann em uma final que ficou em aberto até a última bola e conquistaram a medalha de prata, nesta quinta-feira.

Os alemães, que já tinham vencido nas quartas de final da Olimpíada a dupla brasileira Pedro Cunha e Ricardo, fecharam em 2 sets a 1 (23-21, 16-21 e 16-14), mas só depois que os brasileiros conseguiram salvar três match points seguidos.

Alison e Emanuel saíram de uma desvantagem de 14-11 para empatar o jogo em 14-14. Um ataque de Emanuel para fora, no entanto, selou a derrota.

Ainda em quadra, a dupla do Brasil contestou bastante a marcação de bola fora, inclusive apontando para uma marca na areia que segundo eles mostrava que a bola tinha sido boa, mas o jogo já estava encerrado. Depois de verem o lance pela TV, reconheceram que o árbitro acertou.

"Estou muito satisfeito porque os dois times mereciam ser campeões. É muito difícil estar no topo no vôlei de praia. A gente viu vários times bons passando por aqui nessas duas semanas e só três conquistam medalhas, então estou feliz por estar com uma delas", disse Emanuel após a partida.

Aos 39 anos, Emanuel buscava coroar sua carreira com a conquista do bicampeonato olímpico e a terceira medalha olímpica consecutiva, após o ouro em Atenas-2004 e o bronze em Pequim-2008 ao lado do ex-parceiro Ricardo.

Desde que o vôlei de praia entrou nas Olimpíadas, em Atlanta-1996, Emanuel disputou todas as edições dos Jogos.

Na final em Londres, eles chegaram perto ao conseguir uma recuperação no final. O ponto de empate em 14-14 saiu em um ace de Emanuel, mas os alemães conseguiram bater os atuais campeões mundiais e principais favoritos ao ouro olímpico.   Continuação...

 
Os brasileiros Alison e Emanuel ficam com a medalha de prata em Londres. REUTERS/Dominic Ebenbichler