August 9, 2012 / 11:28 PM / 5 years ago

Pentatlo moderno muda e deixa atletas ansiosas ao fechar Jogos

3 Min, DE LEITURA

Por Kylie MacLellan

LONDRES, 9 Ago (Reuters) - Meras três horas antes da cerimônia de encerramento da Olimpíada, um grupo de atletas ainda estará lutando no pentatlo moderno feminino para ficar com a última medalha de ouro dos Jogos.

O evento de um dia, que acontece no domingo, desafiará 36 competidores em cinco modalidades em três locais de competição diferentes em um período de 11 horas.

"Para nós é um pouco difícil, temos que manter o equilíbrio entre curtir o ambiente e continuar concentradas e bem treinadas, porque ainda temos nossa competição chegando, então é um dia cheio", disse a alemã Lena Schöneborn, que conquistou o ouro em Pequim-2008.

"Talvez da próxima vez possamos incrementar o evento recebendo as medalhas na cerimônia de encerramento", brincou.

O pentatlo moderno masculino, que comemora seu centenário olímpico, acontece um dia antes, no sábado.

Seu novo formato começa com uma competição de esgrima seguida de uma prova de natação de 200 metros. Depois vem o salto com cavalo e uma combinação de tiro e corrida na qual as atletas fazem cinco disparos em um alvo antes de correr mil metros, repetindo o procedimento três vezes.

O evento combinado estreia na Olimpíada, tendo começado em 2009 como uma tentativa de torná-lo mais empolgante para os espectadores.

A competidora que soma mais pontos nos três primeiros eventos sai primeiro, e a primeira a cruzar a linha de chegada fica com o ouro.

"Quando há mudanças de posição durante a etapa tiro e corrida fica um pouco dramático, é muito mais empolgante", disse Klaus Schormann, presidente da União Internacional de Pentatlo Moderno.

O tiro a laser, ao invés das pistolas de chumbo a ar, será usado pela primeira vez nos Jogos de Londres, tendo sido introduzido no ano passado para tornar a competição mais segura e ecologicamente correta.

Embora o russo Andrei Moiseev, em busca do terceiro ouro consecutivo, esteja entre os favoritos no evento masculino, Schöneborn acredita que as mudanças por que o esporte passou desde Pequim tornarão mais difícil para ela defender o título.

"Venci em 2008 e estava muito confiante com o que estava fazendo, e de repente algo grande mudou e tive que me adaptar, especialmente minha técnica", disse.

"Para mim é uma competição diferente, nem estou pensando no título de 2008. Saio da estaca zero."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below