Irmãos Falcão fazem história no boxe, mas o melhor está por vir

sexta-feira, 10 de agosto de 2012 20:02 BRT
 

Por Pedro Fonseca

LONDRES, 10 Ago (Reuters) - Com duas medalhas olímpicas que levaram o boxe do Brasil a conquistar em Londres o melhor resultado da história em uma Olimpíada, os irmãos Esquiva e Yamaguchi colocaram o nome da família Falcão em evidência no esporte brasileiro, mas pode ser que o melhor lutador entre os irmãos ainda esteja para aparecer.

Quatro dos 18 filhos do ex-lutador de luta-livre e boxe Adegard Câmara Florentino, o Touro Moreno, seguiram seus passos nos ringues, e dois deles já garantiram um lugar no pódio olímpico.

Esquiva, de 22 anos, tornou-se o primeiro brasileiro a chegar a uma final de boxe em Jogos Olímpicos com uma vitória incontestável por 16-9 sobre o britânico Anthony Ogogo, pela categoria até 75kg, nesta sexta-feira.

Seu irmão mais velho Yamaguchi, de 24 anos, também vai lutar uma semifinal, na categoria meio-pesado (até 81kg), mais tarde nesta sexta-feira, contra o russo Egor Mekhontcev. Yamaguchi avançou para as semis com uma vitória sobre o campeão mundial Julio la Cruz Peraza, de Cuba, em sua luta anterior.

Aos 15 anos, Estiva Falcão pode ser o próximo herdeiro de Touro Moreno a brilhar nos ringues. E a expectativa de quem o acompanha é que ele pode ir longe. Nome de campeão ele já tem, ou quase.

"Estiva é uma homenagem que o meu pai fez ao grande lutador cubano Teófilo Stevenson", contou Esquiva, sem saber explicar se a diferença de Estiva para Stevenson --lenda do boxe cubano, com 3 ouros olímpicos-- foi um erro do pai ou do cartório.

"O Otílio Toledo (chefe da equipe de boxe do Brasil) já viu ele lutar e elogiou para mim. Disse que ele é melhor que eu e o meu irmão (Yamaguchi) juntos. Pode juntar os dois que não dá", acrescentou o pugilista, empolgado com o sucesso da família, após alcançar um lugar na final em Londres.

A história da família repete tantas outras de esportistas brasileiros que enfrentam as mais difíceis realidades para buscar um sonho.   Continuação...

 
O brasileiro Esquiva Falcão comemora após derrotar o britânico Anthony Ogogo nos Jogos de Londres. REUTERS/Damir Sagolj