Ministro russo acusa Grã-Bretanha de manipular resultados

sábado, 11 de agosto de 2012 16:57 BRT
 

MOSCOU, 11 Ago (Reuters) - O ministro russo dos Esportes, Vitaly Mutko, acusou a Grã-Bretanha de usar influência política para conquistar medalhas nos Jogos de Londres.

"Os britânicos são tão ruins quanto os chineses em Pequim", disse Mutko à mídia russa neste sábado. "Aqui em Londres todos querem que os britânicos vençam. Eles têm um apoio político muito forte".

Os comentários de Mutko vieram no momento em que a Rússia encara a perspectiva de sua pior colocação no quadro de medalhas desde que participou dos Jogos de 1952 como parte da União Soviética. De lá até 2004, o país sempre disputou a liderança com os Estados Unidos.

A Rússia foi sobrepujada pelo forte desempenho dos atletas locais, e a Grã-Bretanha está em terceiro na colocação geral com 59 medalhas, 26 delas de ouro.

A Rússia tem 19 medalhas de ouro e 70 no total a um dia do encerramento.

Antes dos Jogos, Mutko havia dito que "não seria uma tragédia nacional" se a delegação de 436 atletas terminasse em quarto no quadro de medalhas.

Os russos, entretanto, tinham grandes esperanças para sua forte equipe de boxe, mas para Mutko a modalidade é especialmente suspeita.

"Três de nossos boxeadores foram impedidos de chegar à final", afirmou, referindo-se ao peso mosca ligeiro David Ayrapetyan, ao peso mosca Misha Aloian e ao peso médio ligeiro Andrei Zamkovoy, que perderam suas semifinais.

Aryapetyan perdeu para o tailandês Kaeo Pongprayoon por 13-12, Aloian para Tugstsogt Nyambayar da Mongólia por 15-11 e Zamkovoy para Serik Sapiyev do Cazaquistão por 18-12.   Continuação...