Presidente do COI descreve Jogos como "felizes e gloriosos"

domingo, 12 de agosto de 2012 20:46 BRT
 

Por Belinda Goldsmith

LONDRES, 12 Ago (Reuters) - Os Jogos Olímpicos de Londres foram descritos neste domingo como "felizes e gloriosos" pelo presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, quando ele encerrou oficialmente a 30ª Olimpíada da era moderna.

"Estes foram Jogos felizes e gloriosos", afirmou Rogge aos atletas e expectadores que lotaram o Estádio Olímpico, que tem capacidade para 80 mil pessoas. A fala foi uma clara referência ao hino nacional britânico e ao Jubileu de Diamante da rainha Elizabeth.

"Vocês mostraram ao mundo o melhor da hospitalidade britânica."

Rogge elogiou o comitê organizador, os voluntários que trabalharam no evento e o público, por proporcionar "a trilha sonora" dos Jogos.

Ele também elogiou os atletas, dizendo que eles ganharam o respeito e a admiração da audiência global pelo comprometimento com o fair play, o respeito aos adversários e a dignidade na vitória e na derrota.

"Muitos jovens serão inspirados a escolher um esporte ou perseguir seus sonhos", afirmou Rogge ao entregar os Jogos para o Rio de Janeiro, que vai receber os Jogos em 2016. A pira olímpica foi apagada diante da banda The Who.

As palavras usadas pelo presidente do COI na cerimônia de encerramento sempre são observadas atentamente pelos organizadores e outras cidades que queiram sediar as Olimpíadas no futuro.

Rogge, um cirurgião belga que deixará o comando do COI em 2013, após 12 anos no cargo, descreveu os Jogos de Pequim, em 2008, como "verdadeiramente excepcionais".

As palavras usadas por Rogge para Atenas 2004 foram "Jogos inesquecíveis e de sonho".

O ex-presidente do COI Juan Antonio Samaranch tinha o costume de descrever uma certa edição como "a melhor da história", com exceção de Atlanta 1996, que chamou de "a mais excepcional", provocando a ira por parte da cidade norte-americana.