Brasil terá 4 mudanças para tentar recuperação contra a Suécia

terça-feira, 14 de agosto de 2012 19:05 BRT
 

14 Ago (Reuters) - Tentando esquecer a perda da medalha de ouro em Londres e se recuperar da ressaca olímpica, a seleção brasileira vai ter quatro mudanças para tentar uma vitória no amistoso contra a Suécia, quarta-feira, na despedida do estádio Rasunda, onde o Brasil conquistou o primeiro mundial, em 1958.

O técnico Mano Menezes conversou muito com os atletas após a derrota para o México na final dos Jogos de Londres e encontrou um grupo ainda incomodado com o insucesso.

"Não tem como apagar essas questões de forma geral num curto espaço de tempo, claro que ficam na memória. Mas temos de ter a capacidade de uma reação rápida e é isso que vamos fazer", disse o treinador brasileiro a jornalistas nesta terça-feira.

"A seleção precisa jogar bem e melhor. Temos capacidade para jogar um futebol convincente. Fizemos isso nos amistosos antes dos Jogos Olímpicos e podemos fazer de novo", emendou o técnico.

Só uma vitória no amistoso de quarta-feira poderia reanimar o time brasileiro.

"Todos precisamos de uma resposta forte, e o que vem a seguir é a capacidade de cada um e uma capacidade coletiva. Sempre que se perde o próximo jogo é importante caminhar no sentido contrário, ou seja, vencer", afirmou o treinador. "Ninguém se afirma com resultados negativos, mas não estamos vivendo isso ultimamente. Tenho certeza que vamos fazer um grande jogo.".

O treinador vai fazer quatro mudanças em relação ao time que perdeu a medalha de ouro no último sábado. Com mais jogadores acima de 23 anos, Mano vai mexer principalmente no criticado sistema defensivo.

Na ala direita entrará o experiente Daniel Alves na vaga do jovem Rafael; na zaga David Luiz jogará na posição de Juan, que esteve em Londres; e, no meio, o volante Paulinho atuará no lugar de Sandro, que também foi para o banco de reservas. Outra alteração será a entrada de Ramires na posição que foi ocupada por Alex Sandro na final com o México. Alex Sandro jogará na esquerda na vaga de Marcelo, que não foi chamado por estar suspenso.

Em meio às cobranças de que o time que será a base para a Copa de 2014 fracassou em Londres, Mano Menezes revelou que o Brasil também vive um momento de definições sobre o grupo que vai disputar a Copa das Confederações no ano que vem, no Brasil.   Continuação...