15 de Agosto de 2012 / às 20:22 / em 5 anos

Brasil vence Suécia em despedida do estádio da final de 1958

Pelé é aplaudido antes de amistoso entre Brasil e Suécia, nesta quarta-feira, no estádio Rasunda. REUTERS/Fredrik Sandberg

ESTOCOLMO, 15 Ago (Reuters) - A seleção brasileira derrotou a Suécia por 3 x 0 nesta quarta-feira, quatro dias depois de perder a final olímpica, num amistoso que marcou a despedida do estádio Rasunda, onde o Brasil conquistou seu primeiro título mundial, em 1958, contra os donos da casa.

Naquela ocasião, os brasileiros venceram por 5 x 2, com dois gols de Vavá, dois de Pelé e um de Zagallo. Desta vez, os gols foram marcados pelos atacantes Leandro Damião e Alexandre Pato (dois).

“É importante a vitória, porque não conseguimos aquilo que todos esperavam, que era ouro. Tenho certeza que tentamos fazer o máximo possível, mas infelizmente não conseguimos. Agora é trabalhar”, disse Pato após o amistoso.

Antes da partida, os atletas da decisão de 58 foram homenageados e alguns, incluindo Pelé, que tinha 17 anos naquela Copa, estiveram no estádio. Os jogadores do Brasil entraram em campo com uma réplica da camisa usada na época.

Pelé, Pepe, Mazzola e Zito tiveram ainda um encontro com a rainha Silvia, que ofereceu um jantar de gala em tributo aos jogadores de 1958.

Para o amistoso festivo com a Suécia, o técnico Mano Menezes fez quatro alterações em relação ao time que perdeu a final dos Jogos Olímpicos de Londres para o México, no sábado: entraram Daniel Alves, David Luiz, Paulinho e Ramires nas vagas de Rafael, Juan, Sandro e Marcelo, respectivamente.

Na lateral-esquerda, Alex Sandro, que iniciou a decisão olímpica como meio-campo, jogou como titular na vaga deixada por Marcelo, suspenso.

Apenas quatro dias depois de ser derrotado por 2 x 1 diante dos mexicanos, o Brasil consegue uma vitória que deverá ter pouco impacto na situação de Mano Menezes, pressionado pelas atuações pouco convincentes da seleção.

JOGO FÁCIL

O Brasil começou melhor e aos 19 minutos teve um gol anulado depois que a arbitragem marcou de maneira errada um impedimento de Neymar, que pegou rebote da trave após chute de Damião.

Pouco depois, o atacante do Santos arrancou pela direita e cruzou com perigo, mas ninguém apareceu para empurrar a bola para a rede.

Após insistir, a seleção abriu o placar aos 32 minutos, com um gol de cabeça de Leandro Damião, aproveitando cruzamento de Neymar.

A melhor chance da Suécia, que jogou desfalcada de seu principal jogador, o atacante Ibrahimovic, machucado, aconteceu aos 43 minutos, quando Marcus Berg tabelou e saiu na cara do goleiro brasileiro Gabriel, que fez a defesa.

No segundo tempo, a seleção brasileira continuou melhor e marcou mais duas vezes com Alexandre Pato, que substituiu Damião. O atacante fez o primeiro de cabeça aos 39 minutos e fechou o marcador aos 41 em cobrança de pênalti que ele mesmo sofreu.

O estádio Rasunda será demolido ao final da atual temporada do futebol sueco, em novembro. O novo estádio nacional, a Friends Arena, em Estocolmo, já está quase concluída, e será inaugurada num jogo contra a Inglaterra, no mesmo mês.

Por Tatiana Ramil, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below