Bolt confirma que disputará Rio-2016; pode mudar para 400m ou salto

quarta-feira, 22 de agosto de 2012 17:38 BRT
 

22 Ago (Reuters) - Usain Bolt está confirmado para mais uma Olimpíada daqui a quatro anos, abrindo a possibilidade de mais recordes nas corridas de velocidade ou uma tentativa em outros eventos, disse o atleta seis vezes medalhista de ouro nesta quarta-feira.

Desde os Jogos de Londres, surgiram especulações de que o campeão olímpico dos 100 e 200 metros poderia largar o atletismo e não competir no Rio de Janeiro em 2016.

Sua fome de sucesso, no entanto, não parece estar mostrando qualquer sinal de diminuir.

"Sim, definitivamente eu vou estar lá (no Rio), desde que esteja em forma e pronto", disse Bolt em um evento promocional em Lausanne nesta quarta-feira.

"Vai ser um pouco mais difícil, mas eu estou ansioso para isso."

A possibilidade de Bolt, também membro da equipe de revezamento 4x100m da Jamaica que bateu o recorde mundial em Londres, trocar as provas de velocidade pelos 400 metros ou o salto em distância tem sido debatida.

O norte-americano Carl Lewis -- que assim como Bolt ganhou títulos olímpicos nos 100 metros -- também conquistou quatro medalhas de ouro no salto em distância, dominando o evento de 1984 em Los Angeles a Atlanta em 1996.

"Trata-se de ter objetivos diferentes, há um monte de coisas que posso fazer no esporte", disse Bolt, de 26 anos. "Meu treinador quer que eu faça os 400 metros, eu quero tentar o salto em distância."

"Eu sempre poderia tentar buscar os recordes novamente, então há coisas diferentes, mas depois da temporada nós vamos escolher o que queremos fazer e trabalhar nisso na próxima temporada."

(Por Tom Bartlett)

 
Corredor jamaicano Usain Bolt sorri durante coletiva de imprensa antes de evento da Athletissima Diamond League em Lausanne, na Suíça. Bolt está confirmado para mais uma Olimpíada daqui a quatro anos, abrindo a possibilidade de mais recordes nas corridas de velocidade ou uma tentativa em outros eventos, disse o atleta seis vezes medalhista de ouro nesta quarta-feira. 22/08/2012 REUTERS/Denis Balibouse