Armstrong desiste de rebater suspeita de doping e deve perder títulos

sexta-feira, 24 de agosto de 2012 10:37 BRT
 

Por Dan Whitcomb

LOS ANGELES, 24 Ago (Reuters) - O ciclista norte-americano Lance Armstrong anunciou que vai desistir de se contrapor às acusações de doping feitas pela Agência Antidoping dos EUA, que rapidamente anunciou que vai cassar os títulos do heptacampeão do Tour de France e proibi-lo de disputar provas.

Armstrong, que sobreviveu a um câncer de testículo e considerado um dos maiores ciclistas da história, fez o anúncio em nota divulgada pouco antes da meia-noite de quinta-feira, quando vencia o prazo para ele contestar formalmente as acusações.

"Chega um ponto na vida de todo homem em que ele precisa dizer: ‘Já chega'", disse o texto divulgado em seu site, o Lancearmstrong.com. "Para mim, a hora é agora. Tenho lidado com as acusações de que trapaceei e que tive uma vantagem injusta para ganhar meus sete Tours desde 1999."

Logo depois, uma porta-voz da agência antidoping norte-americana (Usada) disse que Armstrong terá todos os seus títulos da principal prova do ciclismo mundial cassados, e será proibido de voltar a competir.

"É um dia triste para todos nós que amamos o esporte e nossos heróis atléticos", disse Travis Tygart, executivo-chefe da Usada, em nota enviada à Reuters. "Esse é um exemplo desolador de como a cultura esportiva da vitória a todo custo, se for desenfreada, vai ultrapassar a competição justa, segura e honesta, mas para os atletas limpos é um lembrete tranquilizador de que há esperança para que futuras gerações compitam em um terreno de jogo equilibrado, sem o uso de drogas de melhoria do desempenho."

O texano Armstrong, de 40 anos, abandonou o ciclismo profissional no ano passado, e continua envolvido com sua ONG de combate ao câncer, a Livestrong. Depois de passar anos negando uso de doping, ele pode se tornar um dos mais conhecidos esportistas do mundo a terem títulos cassados por causa disso -- equiparando-se assim, por exemplo, ao velocista canadense Ben Johnson, que perdeu a medalha de ouro na Olimpíada de Seul-88 depois de bater o recorde mundial dos 100 metros rasos.

Na nota de quinta-feira, Armstrong reiterou que nunca houve provas materiais que corroborassem as "extravagantes e hediondas acusações" de doping feitas por Tygart.

Armstrong, que nunca foi flagrado num exame antidoping, disse que vai "aproveitar a chance" de deixar a polêmica para trás de uma vez por todas, e que vai se recusar a participar do processo "unilateral e injusto" da Usada.   Continuação...

 
Ciclista norte-americano Lance Armstrong durante campeonato de triatlon na Cidade do Panamá. Armstrong anunciou que vai desistir de se contrapor às acusações de doping feitas pela Agência Antidoping dos EUA, que rapidamente anunciou que vai cassar os títulos do heptacampeão do Tour de France e proibi-lo de disputar provas. 12/02/2012 REUTERS/Alberto Muschette