Técnicos argentinos brigam por liberação de jogadores do Chile

terça-feira, 28 de agosto de 2012 18:58 BRT
 

Por Claudio Cerda

SANTIAGO, 28 Ago (Reuters) - Os técnicos argentinos Claudio Borghi e Jorge Sampaoli travaram uma disputa entre seleção e clube na preparação do Chile para o jogo das eliminatórias da Copa do Mundo, no próximo mês, contra a Colômbia.

O técnico da seleção chilena Borghi dispensou na segunda-feira quatro jogadores do Universidad de Chile, treinado por Sampaoli, depois que o clube perguntou se eles poderiam se apresentar com atraso à seleção para disputarem uma partida da equipe.

Borghi definiu o dia 3 de setembro como a data para começar os treinos para o jogo de oito dias depois. O Chile, que lidera as eliminatórias sul-americanas, tem uma folga na rodada em 7 de setembro.

A "La U", como os atuais campeões são popularmente conhecidos, enfrenta o Cobreloa em 3 de setembro e queria permissão para ter seus jogadores nesse jogo.

"A equipe técnica da seleção chilena relata que os jogadores do Universidad de Chile Charles Aranguiz, Osvaldo Gutierrez, Eugenio Mena e José Rojas foram dispensados do jogo contra a Colômbia", informou a federação chilena em seu site (www.anfp.cl).

"Esta medida foi tomada devido a um pedido de seu clube para ter os jogadores para a partida contra o Cobreloa e não liberá-los para o período total de preparação para o compromisso internacional".

A decisão de Borghi deve aumentar o conflito entre os dois treinadores, que são argentinos. Sampaoli já irritou Borghi no passado publicamente dizendo que deseja treinar a seleção chilena no futuro.

"Fizemos algumas concessões para a La U em partidas diferentes. Nós mudamos o calendário do campeonato (da liga) passado para eles, mas essa é uma data da Fifa, não há nenhuma possibilidade (de um acordo)", disse Borghi a jornalistas.

A Universidad de Chile teve sua pior derrota em 13 anos no fim de semana, por 5 x 2 para o Union Espanola, e caiu para o quinto lugar na classificação.

A partir de quarta-feira, eles enfrentam três jogos do campeonato em nove dias.

 
Técnico da seleção chilena, Claudio Borghi, é visto falando com seus jogadores durante partida qualificadora para a copa de 2014 em novembro de 2011. Os técnicos argentinos Claudio Borghi e Jorge Sampaoli travaram uma disputa entre seleção e clube na preparação do Chile para o jogo das eliminatórias da Copa do Mundo, no próximo mês, contra a Colômbia. 15/11/2011 REUTERS/Victor Ruiz Caballero