Roddick atrasa aposentadoria do tênis

sábado, 1 de setembro de 2012 15:20 BRT
 

Por Steve Ginsburg

NOVA YORK, 1 Set (Reuters) - A passagem de Andy Roddick da quadra de tênis para a cadeira de balanço foi postergada por conta do avanço do ex-número um do mundo à terceira rodada do Aberto dos EUA na sexta-feira, juntando-se a um grupo de campeões a avançar rumo à final do Grand Slam.

Roddick, que anunciara um dia antes que iria se aposentar ao final do torneio, abriu caminho ao vencer o talentoso australiano Bernard Tomic por 6-3, 6-4 e 6-0 em sua partida da segunda rodada.

Junto a Roddick no círculo de vencedores do torneio estão Novak Djokovic, Juan Martin Del Potro e Lleyton Hewitt, que chegaram à terceira rodada, e Samantha Stosur e Maria Sharapova, que asseguraram uma vaga na quarta rodada.

A bielorrussa Victoria Azarenka, número um do mundo e campeã do Aberto da Austrália deste ano, precisou de 59 minutos para avançar diante da chinesa Zheng Jie por 6-0 e 6-1.

Uma das favoritas que caiu na terceira rodada foi a compatriota de Zheng, Li Na, que tornou-se a última vítima da britânica Laura Robson.

Roddick, 30 anos, fez 13 aces em uma hora e 27 minutos, diante de uma plateia de aproximadamente 25 mil espectadores no Arthur Ashe Stadium.

"Eu não tinha ideia do que ia acontecer ali, mesmo antes da partida"," disse Roddick, campeão do Aberto dos EUA em 2003.

"Eu já joguei muitas partidas. Foi um tipo diferente de nervosismo. Foi surpreendente para mim."   Continuação...

 
Andy Roddick, dos EUA, comemora ponto no terceiro set contra Bernard Tomic, da Austrália, no campeonato US Open, em Nova York. 31/08/2012 REUTERS/Adam Hunger