Cristiano Ronaldo diz estar triste no Real Madrid

segunda-feira, 3 de setembro de 2012 19:55 BRT
 

MADRI, 3 Set (Reuters) - Cristiano Ronaldo parece ter se rendido ao clichê de que o dinheiro não traz felicidade, ao declarar que está "triste" no Real Madrid.

O atacante português, contratado pela quantia recorde de 94 milhões de euros (118,5 milhões de dólares) em 2009, e dono de um salário mensal em torno de 11 milhões de euros, fez essa confissão após uma vitória no domingo pelo Campeonato Espanhol. Não entrou em detalhes, mas disse que sua tristeza é por motivo profissional, não pessoal.

"Quem trabalha aqui sabe por quê", disse ele após os 3 x 0 sobre o Granada - dois gols dele.

O desabafo dominou o noticiário esportivo espanhol na segunda-feira. "Já basta", estampou o Marca em sua manchete, sobre uma foto de Ronaldo com o semblante fechado.

"CR7 perturba Madri e aciona os alarmes depois de não celebrar seus gols contra o Granada", disse o jornal. Um artigo no El Mundo descrevia Ronaldo como "rico, bonito e triste".

Em meio às especulações, Jorge Mendes, amigo e agente do jogador, disse na segunda-feira que caberá a ele decidir se revelará ou não as razões da insatisfação.

A rádio Cadena Ser e outros meios de comunicação disseram que Ronaldo se reuniu no sábado com o presidente do Real, Florentino Pérez, a quem teria dito que não sente apoio nos vestiários, e que prefere sair do clube. A imprensa especulou que ele estaria insatisfeito por não ter recebido aumento salarial depois das brilhantes três últimas temporadas.

(Reportagem adicional de Daniel Alvarenga em Lisboa)

 
Jogador do Real Madrid, Cristiano Ronaldo, sente lesão durante jogo contra o Granada pelo Campeonato Espanhol, em Madri, na Espanha. 02/09/2012 REUTERS/Paul Hanna