Cristiano Ronaldo diz que tristeza não tem a ver com dinheiro

terça-feira, 4 de setembro de 2012 19:49 BRT
 

MADRI, 4 Set (Reuters) - Cristiano Ronaldo disse nesta terça-feira que sua tristeza não está relacionada a dinheiro, depois que a mídia especulou que o meia-atacante do Real Madrid queria um contrato mais lucrativo.

O jogador mais caro do mundo foi manchete após a goleada de 3 x 0 sobre o Granada no domingo -- não pelos dois gols marcados, mas sim porque não os comemorou e afirmou aos repórteres que estava "triste" por razões "profissionais" que o clube conhecia.

"O fato de me sentir triste e ter expressado essa tristeza causou um enorme alvoroço", disse o atleta de 27 anos em sua conta no Twitter. "Fui acusado de querer mais dinheiro, mas um dia será mostrado que este não é o caso."

Jornais e emissoras de rádio na Espanha têm especulado sobre as razões da tristeza do jogador. Segundo informações da mídia, ele teve uma reunião com o presidente do clube, Florentino Pérez, no sábado, e disse que sentia não ter apoio dos outros jogadores, que estava infeliz e queria deixar o time.

"Só quero garantir aos torcedores do Real Madrid que minha motivação, dedicação e desejo de vencer todas as competições não serão afetados", afirmou Cristiano Ronaldo, que ganharia cerca de 11 milhões de euros por ano.

"Tenho muito respeito por mim e pelo Real Madrid para dar ao clube menos do que sou capaz", acrescentou.

(Reportagem de Mark Elkington)

 
Jogador do Real Madrid, Cristiano Ronaldo, é visto sentindo contusão em jogo contra o Granada, em Madri, na Espanha. O atacante disse nesta terça-feira que sua tristeza não está relacionada a dinheiro, depois que a mídia especulou que o meia-atacante do Real Madrid queria um contrato mais lucrativo. 02/09/2012 REUTERS/Paul Hanna