Derrota para Del Potro marca final emotivo da carreira de Roddick

quinta-feira, 6 de setembro de 2012 10:00 BRT
 

Por Julian Linden

NOVA YORK, 5 Set (Reuters) - A carreira de Andy Roddick no tênis chegou ao fim na quarta-feira, quando o norte-americano foi derrotado pelo argentino Juan Martin del Potro (6-7, 7-6, 6-2, 6-4) na quarta rodada do Aberto dos EUA.

Roddick causou surpresa ao anunciar na semana passada que iria se aposentar ao final do torneio, último Grand Slam do ano. O final dos seus 13 anos como tenista profissional veio com um erro num forehand.

"Pela primeira vez na minha carreira não sei ao certo o que dizer", disse Roddick ao público após o jogo no Estádio Arthur Ashe. "Desde garoto, sempre vim a este torneio e me senti com sorte de simplesmente sentar onde todos vocês estão, ver este jogo e ver os campeões que vêm e vão. E adorei cada minuto disso."

O norte-americano, de 30 anos, começou bem na partida, vencendo no tie-break um primeiro set que havia sido suspenso em razão da chuva. Mas depois disso, apesar da torcida patriótica por ele, Roddick não conseguiu fazer frente ao rival argentino, campeão em 2009.

Na quinta-feira, Del Potro disputa uma das quartas de final contra o sérvio Novak Djokovic, atual campeão.

O público de Nova York ficou comovido com a despedida de Roddick, principal nome do tênis nos EUA desde a aposentadoria de Pete Sampras e Andre Agassi. Seu único título do Grand Slam ocorreu em 2003, no Aberto dos EUA, e em seguida ele liderou o ranking mundial por um curto período. Também chegou a outra final nos EUA e a três em Wimbledon, mas foi derrotado por Roger Federer em todas elas.

 
Andy Roddick se emociona após ser derrotado pelo argentino Juan Martin Del Potro no Aberto dos EUA. 05/09/2012. REUTERS/Kevin Lamarque