Hamilton ignora rumores e lidera em Monza

sexta-feira, 7 de setembro de 2012 17:32 BRT
 

MONZA, Itália, 7 Set (Reuters) - Lewis Hamilton ignorou o burburinho sobre seu futuro na Fórmula 1 e se concentrou em fazer a volta mais rápida no treino livre desta sexta-feira para o GP da Itália.

O britânico de 27 anos fez sua melhor volta em 1min25s290, num dia de sol radiante, enquanto seu companheiro de McLaren, Jenson Button, selou a dobradinha, andando 0s038 mais lento.

Hamilton é o grande assunto do fim de semana, com rumores de que trocaria a McLaren pela Mercedes, no lugar de Michael Schumacher.

"É claro que de vez em quando isso pinta na cabeça da gente, mas aí é preciso lembrar que tem de ficar de olho na bola, e essa é a coisa mais importante no momento", disse o campeão de 2008, aparentemente tranquilo.

"Estou apenas tentando me focar no fim de semana. Todo mundo está fazendo a pergunta, mas estou só tentando continuar focado no trabalho que está à mão no momento."

O líder do campeonato, Fernando Alonso, da Ferrari, ficou em terceiro, mas a tarde terminou com rostos preocupados depois que o espanhol desacelerou na pista e voltou para os boxes com um aparente problema de câmbio.

A equipe rapidamente descartou uma punição no grid por mudar a caixa de câmbio, dizendo que Alonso já estava usando um mecanismo antigo, conforme prevê o regulamento para os reinos da sexta-feira.

Alonso também chegou a parar na pista durante a manhã, que foi dominada pelo ex-ferrarista Schumacher, saudado pela torcida italiana como um dos seus grandes ídolos de todos os tempos, e mostrando que ainda consegue ditar o ritmo com sua Mercedes --ele andou em 1min25s422 nessa sessão.

Nas arquibancadas, aliás, o heptacampeão tinha quase tanto destaque nas faixas dos "tifosi" quanto Alonso. "Michael, te amamos", e "Michael, estaremos sempre com você", diziam algumas das mensagens para o piloto, que conquistou cinco títulos pela equipe local.   Continuação...

 
Lewis Hamilton, da McLaren, é visto após o treino livre do Grande Prêmio de F1 da Itália, no circuito de Monza. 07/09/2012 REUTERS/Giorgio Perottino