7 de Setembro de 2012 / às 21:18 / 5 anos atrás

Brasil sofre para vencer África do Sul, é vaiado no Morumbi

Neymar (E) e o Lerato Chabangu, da África do Sul, lutam pela bola durante o amistoso desta sexta-feira, no estádio do Morumbi, em São Paulo. 07/09/2012Paulo Whitaker

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO, 7 Set (Reuters) - A seleção brasileira sofreu para derrotar a África do Sul por 1 x 0 e foi muito vaiada no estádio do Morumbi, em São Paulo, nesta sexta-feira, em mais uma partida decepcionante do time comandado por Mano Menezes.

Após perder a final olímpica contra o México, em agosto, o Brasil esperava fazer uma boa atuação em casa para reconquistar a torcida. Mas o que se viu foi muita dificuldade e protestos das arquibancadas.

O gol brasileiro saiu aos 30 minutos do segundo tempo, em um chute forte de Hulk, que entrou na segunda etapa do jogo.

O Brasil, que começou a partida com Diego Alves, Daniel Alves, Dedé, David Luiz, Marcelo, Rômulo, Ramires, Oscar, Lucas, Neymar e Leandro Damião, teve problemas na criação das jogadas e mostrou pouco entrosamento.

A primeira finalização do Brasil foi somente aos 17 minutos, quando Dedé acertou uma bonita cabeçada e o goleiro Khune espalmou para escanteio. Antes disso, os sul-africanos chegaram com perigo pelo lado direito do campo, mas Diego Alves saiu bem do gol para fazer a defesa.

Outra tentativa brasileira a parar nas mãos do goleiro sul-africano foi um chute da entrada da área de Rômulo. Aos 43 minutos, o Brasil criou a melhor chance do primeiro tempo. Neymar recebeu passe longo e, na frente de Khune, tocou de perna esquerda em cima do goleiro.

No segundo tempo, a África do Sul começou melhor e teve ótimas chances em duas bolas cruzadas dentro da pequena área que acabaram desviadas pela defesa brasileira.

O Brasil respondeu aos 11 minutos, com um chute de Leandro Damião que tocou a rede pelo lado de fora. Pouco depois, Neymar fez uma boa arrancada, mas chutou fraco, em cima do goleiro.

Com as dificuldades do Brasil, Mano fez três substituições antes dos 20 minutos: entraram Alex Sandro, Hulk e Paulinho nas vagas de Marcelo, Damião e Rômulo, respectivamente.

E foi justamente Hulk que conseguiu balançar as redes, em um chute forte de perna esquerda, após uma confusão dentro da área africana. A torcida, que quase lotou o Morumbi, explodiu, mas não poupou o time de críticas.

VAIAS ANTES DA BOLA ROLAR

A insatisfação da torcida com Mano Menezes foi vista antes mesmo da entrada do time em campo. Quando o nome do técnico foi anunciado pelo sistema de som, a torcida vaiou bastante, assim como quando ele pisou no gramado.

Mas os torcedores tiveram também outros alvos. Logo aos 7 minutos de jogo, após passe errado de Leandro Damião, a torcida gritou o nome de Luis Fabiano, atacante do São Paulo. E as primeiras vaias à equipe também não demoraram muito a surgir --aos 22 minutos a torcida começou seu protesto durante troca de passes no setor defensivo.

Aos 46 minutos, mesmo após boa chance perdida por Neymar, a torcida perdeu a paciência de vez e passou a gritar "olé" nas jogadas de ataque da África do Sul. Ao fim do primeiro tempo, os brasileiros desceram para o vestiário sob vaias.

"A torcida é exigente, a gente sabe, mas quem joga somos nós e temos que ter tranquilidade", disse o lateral direito Daniel Alves.

Quando o Brasil partia ao ataque, a torcida esboçava apoio, mas as vaias voltaram com a substituição de Marcelo por Alex Sandro no começo da segunda etapa. E tornaram-se mais fortes quando Jonas entrou no lugar de Lucas. Neste momento, foram ouvidos gritos de "burro" vindos da arquibancada.

Nos minutos finais, mesmo com a vitória praticamente garantida, os torcedores fecharam seus protestos chamando Neymar de "pipoqueiro".

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below