Após acidente quase fatal, Kubica ainda quer voltar à Fórmula 1

domingo, 9 de setembro de 2012 14:30 BRT
 

Por Alan Baldwin MONZA, Itália, 9 Set (Reuters) - O polonês Robert Kubica ainda espera voltar à Fórmula 1, um ano e meio após um acidente quase fatal, depois de voltar ao volante em um carro de rally na Itália. O ex-piloto da Renault, agora sem contrato depois de perder toda a última temporada na esteira de sua colisão em fevereiro do ano passado e de várias operações, disse à TV Sky Itália que o assunto não está encerrado.

"Estar aqui já é um bom passo, mas eu teria preferido estar em outro lugar", disse o piloto de 27 anos sobre sua participação no Rally Ronde Gomitolo di Lana a bordo de um Subaru no final de semana do Grande Prêmio da Itália. "Ainda tenho uma longa jornada, e provavelmente nunca estarei no mesmo patamar físico de antes", acrescentou o polonês. "Mas não pretendo desistir".

"O objetivo continua a ser voltar à Fórmula 1, e os próximos meses dirão se consigo fazê-lo no ano que vem ou se terei que esperar até 2014". Kubica, que sofreu lesões graves nos braços e nas pernas no acidente de 2011, venceu corridas para a BMW-Sauber e era o piloto principal da Renault.

Antes da colisão, boatos o ligavam à Ferrari como possível substituto do brasileiro Felipe Massa.