Associação de Futebol inglesa se desculpa por desastre em estádio

quinta-feira, 13 de setembro de 2012 12:00 BRT
 

Por Martyn Herman

LONDRES, 13 Set (Reuters) - O presidente da Associação de Futebol de Inglaterra (FA), David Bernstein, emitiu um pedido de desculpas sem reservas às famílias dos 96 torcedores do Liverpool que morreram na tragédia de 1989 no estádio de Hillsborough, após a divulgação de um relatório independente sobre o dia mais trágico da história do futebol britânico.

O relatório, publicado na quarta-feira, revelou que a polícia na época agiu para desviar a culpa do pior desastre esportivo da Grã-Bretanha para os torcedores do Liverpool e encobrir suas próprias falhas na resposta à tragédia ocorrida na semifinal da FA Cup entre Liverpool e Nottingham Forest.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, fez um pedido de desculpas público às famílias das vítimas na quarta-feira, e há um apelo público por uma nova investigação e possíveis ações criminais contra os responsáveis.

As vítimas morreram em uma área cercada da arquibancada superlotada do estádio Hillsborough, em Sheffield, norte da Inglaterra, em uma tragédia que mudou a cara do futebol inglês e marcou o início de uma nova era de estádios modernos e com todos os espectadores sentados.

Bernstein disse que a tragédia nunca deveria ter acontecido.

"Noventa e seus pessoas perderam suas vidas na semifinal da FA Cup entre Liverpool e Nottingham Forest 23 anos atrás", disse ele em um vídeo publicado no site da FA nesta quinta-feira.

"Lamentamos profundamente que esta tragédia tenha ocorrido em um estádio selecionado pela FA. Esse jogo foi disputado na própria competição da FA, e em nome da Associação de Futebol eu peço desculpas completas e sem reservas e expresso sinceras condolências às famílias de todos aqueles que perderam suas vidas e a todos ligados com a cidade de Liverpool e o Liverpool FC."

"Isso nunca deveria ter acontecido. Ninguém deve perder sua vida quando vai assistir a um jogo de futebol, e essa é uma questão de profundo arrependimento e com tristeza levou tanto tempo para que essas descobertas fossem publicadas e a verdade fosse dita", disse.   Continuação...